No dia 5 de setembro de 2021, por volta das 14h12, estávamos, Áurea, Álvaro, o nosso filho Emanuel, o senhor Soares e a dona Alda e seu filho o Paulinho, jovem portador de paralisia cerebral, à espera pela chegada dos Star Riders Portugal.

Na esquina da rua Padre Joaquim Faria começou-se a ouvir-se um ruido forte, “ratatata”, proveniente dos poderosos motores XV/XVS da Yamaha que engloba todos os modelos da gama Star Motorcycles, da qual fazem parte as Virago Drag Star, Wild Star, Royal Star, Venture e Midnigth Star.

Surgem, então, 15 motards todos de negro, as suas vestes brilhantes e capacetes negros e caveiras. A emoção foi ao rubro, o Paulo sorria com toda a sua força, o Emanuel estava estupefacto com tantas motas, o barulho fez tremer o chão, janelas abriram-se para assistir ao grande momento, e naquela tarde de domingo em Vilar de Andorinho foi arrebatada pelo  poder das motas.

Quando falo de motards, falo de homens e mulheres de família, que são sensíveis, eles estavam naquele dia pelo Emanuel. O Sr. Francisco Machado, ligou-nos a dizer que iriam passar para dar esta felicidade ao nosso filho, mas eu quis dividir a mesma com o Paulo e valeu bem a pena.

O grupo era composto por José Dinis, presidente grupo, Célia Dinis, Francisco Machado, Eduardo Monteiro, António Fernandes, Susana Sousa, Jonas, Alex, Nanda, Santos, José Lapa, Paula, André Faria, Jorge Mendes (Cabaínho) Cristina Silva, Hélder, Mané e Rodrigo.

Este grupo tem como valores ajudar em causas solidárias, e notou-se no discurso do Sr. Diniz que estava emocionado pela felicidade dos jovens que estavam ali a viver um momento ímpar.

Nós pais presentes, também a vivenciar o acontecimento, ficamos gratos de gestos tão nobres, cheios da força motar.

Causas como estas, são de louvar e recordar, que venham mais vezes e com potentes “ratatatas…” que nós estamos cá para os ver chegar e aplaudir.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com