Depois de dois anos de interregno, o tradicional passeio anual da terceira idade de Campanhã, promovido pela Junta de Freguesia, voltou a concretizar-se. Esta iniciativa decorreu no passado dia 30 de setembro e contou com a participação de 600 pessoas, que passearam em Vila Praia de Âncora e foram agraciadas com um banquete na Quinta do Cruzeiro, sita na localidade. O padre Fernando Milheiro e os Bombeiros Voluntários do Porto foram presenças significativas neste evento, que foi repleto de partilha e emoção.

 

Por Tânia Durães

 

O passeio anual sénior reuniu 600 idosos residentes na Freguesia de Campanhã, com o intuito de lhes proporcionar um dia especial. Os 12 autocarros partiram da localidade por volta das 8h30, com destino a Vila Praia de Âncora, onde os campanhenses tiveram algum tempo livre para explorar o local.

Posteriormente, os seniores rumaram até à Quinta do Cruzeiro, localizada nesta freguesia do município de Caminha, onde os esperava um banquete e uma tarde repleta de confraternização e animação. Findo o almoço, os campanhenses começaram a explorar o local e, enquanto uns aproveitaram os espaços verdejantes, que envolviam uma piscina, para recordar e conversar, outros aderiram ao momento dançante, que decorreu no interior do estabelecimento e se prolongou até à hora do lanche. No final da merenda, que se sucedeu ao célebre corte do bolo, os idosos regressaram ao Porto, com um sorriso rasgado no rosto, acompanhado da ânsia de voltarem a participar nesta iniciativa.

Durante este evento, que foi dedicado aos mais velhos, Paulo Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Campanhã, destacou, em entrevista exclusiva ao AUDIÊNCIA, que “foi um regresso muito bom, que era ansiado por todos, aliás, é possível verificarmos isto na alegria das pessoas, pois muitas delas, durante os dois últimos anos de pandemia, não saíram de casa, nem tinham meios para realizarem um passeio como este”, ressaltando que “para mim, é uma satisfação enorme ter, aqui, 600 pessoas, mas gostava de ter muitas mais, neste espaço, para um convívio excecional”.

Admitindo estar “extremamente feliz”, o edil sublinhou que “o ambiente foi excelente, as pessoas estão felizes e satisfeitas tanto com o espaço, como com a organização e isso, para mim, é um motivo de orgulho, tal como o facto de ter o staff que eu tenho, que me permite realizar este passeio, tal como ele está a acontecer”.

O autarca aproveitou, ainda, a ocasião para se dirigir aos seniores campanhenses, enaltecendo que “enquanto eu cá estiver, vão poder contar com um passeio igual, ou se possível, maior, nos próximos anos” e agradecendo-lhes, “porque se não fossem vocês, este passeio não se fazia, pois já fizeram muito pela freguesia, agora temos de ser nós a fazer por vocês”.

Garantindo que “esta é uma festa para os campanhenses”, Paulo Ribeiro recordou que “os seniores são uma prioridade para nós e, por esta razão, nós continuamos com a ação social a trabalhar cada vez mais. Neste momento, infelizmente, temos recebido um aumento de pedidos de ajuda, aos quais estamos a dar resposta e é por isso que não conseguimos fazer um passeio maior, porque temos situações graves, que são prioritárias. Nós queremos e vamos continuar a apostar na ação social e na terceira idade, para promover mais qualidade de vida”.

Também, Rodrigo Vieira de Oliveira, presidente da Assembleia de Freguesia de Campanhã, endereçou algumas palavras aos seniores, salientando que “Campanhã é a melhor Freguesia do Porto e tem as melhores pessoas do Porto”.

Afiançando que “vale sempre a pena este encontro”, o presidente da Assembleia de Freguesia de Campanhã revelou que “estamos prontos para continuar nesta senda, com este passeio e estas festas, assim como outras que a Junta pode realizar e que vocês, certamente, vão gostar”.

Por fim, Fernando Milheiro, padre da paróquia de Campanhã, asseverou que “nós podemos dizer que Campanhã tem pessoas idosas, gente madura, de grande qualidade, porque gostam de vir a estas coisas, de dançar e saem daqui com um sorriso genuíno”, desejando que “no programa da Junta nunca falte um encontro para esta gente. A Junta merece, porque tem aqui os melhores idosos da cidade do Porto, mas eles também merecem”.