A iniciativa “Berço de Emprego”, agora com nova regulamentação que alarga os beneficiários deste programa de apoio ao emprego e à família, mereceu o destaque da Diretora Regional do Emprego e Qualificação pelo seu “caráter inovador”.

Em declarações à margem de uma visita ao Centro de Bem Estar Jacinto Ferreira Cabido, na Ribeira Grande (uma instituição vocacionada para a educação e preparação profissional de crianças e jovens), no passado dia 25 de fevereiro, Paula Andrade afirmou que a iniciativa “Berço de Emprego”, criada pelo Governo Regional em 2008, foi considerada pela Comissão Europeia como “um exemplo de boa prática no apoio à família”, revelando que “passa a abranger todos os trabalhadores em situação de licença parental inicial ou por adoção, independentemente do género”.

De acordo com a governante, este programa consiste na substituição, no respetivo emprego, “por beneficiários das prestações de desemprego”, acrescentando que a substituição não tem qualquer custo para as entidades, “uma vez que são reembolsadas pelos valores pagos”.

Paula Andrade afirma ainda que a “alteração da regulamentação resulta da visão atualizada de uma sociedade evoluída e responsável social, económica e culturalmente, tendo o Governo dos Açores decidido pelo alargamento do âmbito de aplicação da medida aos progenitores de ambos os géneros”.

A instituição visitada na Ribeira Grande candidatou-se a oito vagas de substituição de trabalhadores em licença de maternidade, sendo que desde 2008 “foram abrangidas 2290 pessoas e 239 entidades dos Açores”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com