João e Vanessa Pinheiro têm vindo a apostar no alojamento local na cidade da Ribeira Grande desde 2014. Atualmente têm seis casas, sendo que a sexta foi inaugurada a 29 de março.

A ‘Volcanic Charming House’ é o mais recente investimento no alojamento local na Ribeira Grande. O conceito foi idealizado por João e Vanessa Pinheiro, que quiseram, de acordo com Vanessa, “oferecer um espaço que nos caracteriza e nos identifica pela escala e pelos traços da vivência micaelense, mas também pela sua distinção e pelo seu charme”.

O objetivo é fazer com que os hóspedes se sintam confortáveis e oferecer “tranquilidade relacionada com a natureza”. João Pinheiro, no início da inauguração, anunciou que a partir daquele momento As Casas da Ribeira Grande dispunham de 86 camas, e que desde 2014 os jovens empreendedores já receberam 4.500 hóspedes, afirmando que “o alojamento local é uma mais-valia para a economia local”. Os proprietários têm vindo a trabalhar com várias empresas locais, incluindo restauração, taxistas ou rent-a-car, não só para melhorar a visita dos hóspedes à ilha de São Miguel, mas também para fomentar a economia do concelho.

Neste âmbito, João está certo de que “se trabalharmos em grupo seremos mais fortes e o futuro do turismo dos Açores passa por aí”.

A promoção local e dos produtos/recursos regionais também são considerados pelos empreendedores. Vanessa Pinheiro conta que nesta intervenção e reabilitação foi tida em conta “a utilização dos materiais endógenos, como por exemplo a pedra de olivina e o basalto que reveste a nossa piscina, e a criptoméria nos arranjos exteriores”.

Para também promover os produtos açorianos e a pensar nas necessidades de quem visita a ‘charming house’, há uma pequena mercearia que dá “destaque aos produtos regionais”, para além de uma garrafeira que contém vinhos regionais mas também nacionais.

Presente nesta cerimónia de inauguração esteve a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, que anunciou que estão em análise na Direção Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade 27 candidaturas no concelho da Ribeira Grande, que correspondem a “um investimento de 63 milhões de euros”.

Marta Guerreiro afirmou que poderão ser criados mais de 200 postos de trabalho no concelho, “de forma a que os ribeiragrandenses retirem ainda mais valor do turismo” e tenham “maiores e melhores oportunidades de emprego”. A governante considerou que o trabalho levado a cabo pelos empreendedores tem “potenciado ainda mais o turismo neste concelho” e que a ‘Volcanic Charming House’ é um “verdadeiro exemplo” de empenho em “receber com qualidade quem escolhe os Açores para destino de férias”.

Carlos Anselmo, vereador da Câmara Municipal da Ribeira Grande também marcou presença no evento. De acordo com o mesmo, “a inauguração deste novo espaço reflete o desenvolvimento e o crescimento da Ribeira Grande a nível turístico e vem reforçar, em particular, o número de camas – que já ultrapassa as oito dezenas – que As Casas da Ribeira Grande disponibilizam no mercado do alojamento turístico”.

O vereador elogiou Vanessa e João Pinheiro, que “têm sabido dar resposta à crescente procura da Ribeira Grande como destino turístico, e isso significa que estamos a aumentar a nossa capacidade de alojamento, a criar mais emprego e a fomentar a economia local”.

Além de congratular os investidores, referiu ainda que a Ribeira Grande “tem vindo a afirmar-se como um destino de preferência e é a pensar nesse crescimento que temos investido, em parceria com a Escola Profissional da Ribeira Grande, em cursos que apresentam uma taxa de empregabilidade elevada e que estão relacionados com o setor”, referindo-se aos cursos de andares e mesa/bar”.

A presidente da Junta de Freguesia da Conceição, também presente no local, congratulou o casal por mais esta obra concluída, mostrando o seu contentamento com o mais recente investimento desta rede de alojamento local. Na altura realçou “o que estes dois jovens têm contribuído para o desenvolvimento da Ribeira Grande”.

Gisela Rodrigues afirma que a Conceição é um “povo com tradições religiosas, culturais e gastronómicas” e que “orgulha-se em receber e em saber receber”, sendo este espaço” o reforçar da certeza que há uma nova receção da forma como recebemos”.

A ‘Volcanic Charming House’ é constituída por oito suítes, um T2, duas cozinhas (sendo que uma deles tem forno de lenha), uma área comum com sala e refeitório (onde será servido pequeno-almoço buffet), e um vasto espaço exterior com capacidade para eventos até 100 pessoas, que inclui árvores de fruto e piscina.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com