UM DIA DE ROMANTISMO, 364 DIAS DE VIOLÊNCIA!

Vivemos numa sociedade de consumo. Os dias em que celebramos, seja o que for, são os presentes que vamos oferecer aos que nos são próximos. Ao entrarmos no nosso café de todos os dias, ou na papelaria, despertamos para a próxima data comemorativa que se aproxima, porque a decoração nos recorda que temos que comprar X ou Y presente para aquele dia.

AS TROPELIAS NO PODER LOCAL

Diz uma espécie de adágio popular que a memória de peixe tem a duração de apenas três segundos. Para muitos autarcas a memória dos seus eleitores nos anos que antecedem a eleições autárquicas é semelhante. E a verdade é que o eleitorado tem memória curta.