A cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos sociais da Caixa Central de Crédito Agrícola decorreu no passado dia 4 de abril, em Lisboa. Licínio Pina foi reconduzido no cargo de presidente do Conselho de Administração Executivo da Caixa Central para o triénio 2022-2024, com mais de 92% dos votos expressos na única lista candidata.

 

 

O ato de tomada de posse dos novos corpos sociais da Caixa Central de Crédito Agrícola realizou-se na sequência das eleições ocorridas no passado dia 5 de fevereiro, na Assembleia Geral, que nomearam vitoriosa a única lista candidata, liderada por Licínio Pina.

No que respeita a Mesa da Assembleia Geral, Nuno Carrilho (CCAM de Terras de Viriato) foi designado presidente, José Soares (CCAM de Vila Verde e Terras do Bouro) vice-presidente, e Joaquim Mendes (CCAM de Elvas de Campo Maior) secretário.

Relativamente ao Conselho Geral de Supervisão, Ricardo Pinheiro foi nomeado presidente e Vítor Gonçalves vice-presidente, ao passo que Ana Simões, João Duque, Maria Vasconcelos, Licínia Bugalho (CCAM da Área Metropolitana do Porto), João Laranjeira (CCAM de Alcobaça, Cartaxo, Nazaré, Rio Maior e Santarém), Orlando Felicíssimo (CCAM de Aljustrel e Almodôvar) e Amandino Silva (CCAM de Valo do Sousa e Baixo Tâmega) foram eleitos vogais.

No que concerne o Conselho Superior, este é composto por António Sousa (CCAM de Açores), Hélio Rosa (CCAM de Alenquer), José Barbosa (CCAM de Alvo Cávado e Basto), José Nunes (CCAM de Alentejo Central), Afonso Marto (CCAM de Batalha), José Silva (CCAM de Noroeste), João Gonçalves (CCAM de Pombal), Artur Faria (CCA, de Terras de Sousa, Ave, Basto e Tâmega) e Magda Santolini (CCAM de Zona do Pinhal).

Quanto ao Conselho de Administração Executivo, este é constituído por Licínio Pina que foi reeleito presidente e pelos vogais Ana Freitas, Isabel Alves, Luís Seabra e Sérgio Frade.

Durante cerimónia, Licínio Pina agradeceu “a confiança demonstrada pelas Caixas de Crédito Agrícola associadas” e deu as boas-vindas “aos novos membros que integram o Conselho de Administração Executivo para o triénio 2022-2024, Isabel Alves e Luís Seabra, bem como os restantes órgãos”.

Destacando a necessidade de continuar a gerar resultados líquidos positivos do grupo, que reforcem os fundos próprios, o presidente reeleito ressaltou, ainda, a importância de dar continuidade ao desenvolvimento de uma banca sustentável, assim como a crescente aposta no capital humano e na digitalização.

Licínio Pina aproveitou, também, a ocasião para reforçar o compromisso que está na génese do Crédito Agrícola: “contribuir para o desenvolvimento das economias regionais, e sucessivamente, da economia nacional”.

Composto por 75 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e Caixa Central que, em conjunto, detêm uma rede de cerca de 624 Agências, o Crédito Agrícola distingue-se pela proximidade às comunidades onde se insere, estando presente em mais de 700 localidades, através da instalação de ATM. Além da atividade bancária, o grupo atua, também, na área seguradora – Vida e Não Vida –, gestão de ativos e capital de risco. Entre inúmeras distinções, esta instituição financeira foi, recentemente, reconhecida pela “Escolha do Consumidor 2022”, como Melhor Banco, na categoria Pequenos e Médios Bancos.