Estão encontrados os grandes vencedores do torneio de decifração “Solução à Vista!” e do concurso de produção “Mãos à Escrita!”. Búfalos Associados vence o torneio de decifração, após uma disputa muito animada e de desfecho imprevisível deste a primeira prova com Detetive Jeremias, que assegura a segunda posição logo seguida de Inspetor Moscardo. Por outro lado, Daniel Falcão vence o concurso de produção, com Detetive Jeremias e Rigor Mortis a ocuparem os restantes lugares do pódio. Mas vejamos ao pormenor como ficaram as respetivas classificações, não sem antes ficarmos a conhecer a “solução oficial” da derradeira prova do torneio de decifração:

 

TORNEIO “SOLUÇÃO À VISTA!”        

Solução da Prova nº. 10                  

“Smaluco e a Matança numa Terra em Festa”, de Inspetor Boavida

“Espertinha” só sabia o mês em que a matança teria lugar e “Sabichona” apenas conhecia o dia. Ora como nenhum mês das datas enunciadas tem apenas um dia e vários meses têm dias repetidos entre si, é natural que “Espertinha” afirme que não sabia em que dia ia ter lugar a planeada matança. Porém, ao dizer que tinha a certeza absoluta de que “Sabichona” também não sabia a data do crime (por conhecer apenas o dia daquela ocorrência), ficamos a saber que a matança não pode estar marcada para nenhum mês com dias distintos dos demais, como junho e julho, que têm dias (9 e 8, respetivamente) que não se repetem em qualquer dos restantes meses das datas possíveis, o que abriria a possibilidade de “Sabichona” descobrir o mês correto conhecendo apenas o dia.

Com esta afirmação de “Espertinha”, “Sabichona” ficou a saber que o crime só podia ser cometido em agosto ou setembro. E ao afirmar que antes não sabia a data da matança, mas que agora já sabe, ela está a dizer que o dia certo tem de constar apenas num desses meses, o que permitiria distingui-lo dos outros. Caso contrário, “Sabichona” ficaria sem certezas. Assim, ficamos a saber que nem 4 de agosto nem 4 de setembro podem ser as datas corretas. Restam 6 de agosto e 5 e 7 de setembro. E se depois da afirmação de “Sabichona”, “Espertinha” diz já conhecer a data correta, ficamos a saber a data da matança, uma vez que ela só pode ter essa certeza se no mês certo (que ela conhece!) houver apenas um dia possível. Ou seja, a matança vai ser no dia 6 de agosto.

Falta agora saber em que “terra em festa junto ao mar” seria cometido o planeado crime. Ora, se consultarmos o mapa de feriados municipais portugueses, verificamos que só Peniche (terra junto ao mar) está em celebração no dia 6 de agosto, que coincide normalmente com a realização das festas em honra da Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira da cidade e dos pescadores. Por outro lado, recorde-se que a polícia de investigação criminal portuguesa só passou a designar-se Polícia Judiciária (PJ) em 1945, pelo que a história narrada só pode desenvolver-se entre aquele ano e a atualidade. E como durante esse período temporal o domingo de Páscoa apenas coincidiu uma vez com o dia das Mentiras, exatamente em 2018, a ação do enigma começa no dia 1 de abril de 2018, ano em que as festas referidas, consideradas as maiores da região centro do país, decorreram entre os dias 17 de julho e 7 de agosto.

Pontuação/Classificação Final

Esta animada maratona de dez meses reuniu à partida 44 concorrentes e acabou por registar 47 ao longo da prova, uma vez que 3 entraram na corrida já com o “pelotão” em marcha. Contudo, nem todos atingiram a meta final. Alguns dos concorrentes foram ficando pelo caminho ao longo das diversas etapas, acabando por isso na cauda da classificação que a seguir se publica. Houve um concorrente, porém, que só não compareceu na última etapa: o nosso querido Amigo António Raposo, criador do célebre Detetive Tempicos, que nos deixou muito recentemente e a quem prestamos a nossa mais sentida homenagem. Em breve voltaremos a honrar a sua memória.

1º. Búfalos Associados (111+13): 124 pontos;

2º. Detetive Jeremias (110+12): 122 pontos;

. Inspetor Moscardo (91+10): 101 pontos;

4º. Zé de Mafamude (92+8): 100 pontos;

5º. Ego (88+11): 99 pontos;

6º. Bernie Leceiro (86+10): 96 pontos;

7ºs. Rigor Mortis (86+8) e Ma(r)ta Hari (86+8): 94 pontos;

9ºs. Insp. Mucaba (82+10) e Tempicos & Tempicas (92+0): 92 pontos;

11º. Carlota Joaquina (82+8): 90 pontos;

12ºs. Detetive Bruno (79+9) e Pena Cova (79+9): 88 pontos;

14ºs. Charadista (77+10) e Chico da Afurada (77+10): 87 pontos

16ºs. Holmes (77+9), Necas (76+10) e Príncipe da Madalena (76+10): 86 pontos;

19ºs. Beira Rio (76+9), Bota Abaixo (76+9), Broa de Avintes (76+9): 85 pontos;

22ºs. Agata Cristas (74+10), Haka Crimes (75+9), Insp. Guimarães (75+9), Insp. Madeira (74+10), Mascarilha (75+9), Mosca (75+9) e Talismã (76+9): 84 pontos;

29ºs. Dragão de Santo Ovídio (74+9), Faina do Mar (75+8), Martelo (74+9), Mancha Negra (74+9), Pequeno Simão (74+9) e Tó Fadista (75+8): 83 pontos;

 

35ºs. Amiga Rola (72+10), Detetive Vasoff (75+7) e Vitinho (72+10): 82 pontos;

38ºs. Arc. Anjo (71+10) e Santinho da Ladeira (72+9): 81 pontos;

40ºs. Insp. Mostarda (71+8) e Solidário (71+8): 79 pontos;

42ºs. Moura Encantada (67+9), O Madeirense (67+9) e Oluap Snitram (66+10): 76 pontos;

45º. Donanfer II (66+0): 66 pontos;

46º. Abrótea (50+0): 50 pontos;

47º. Airam Semog (26+0): 26 pontos.

 

CONCURSO “MÃOS À ESCRITA!”      

As avaliações feitas pelos solucionistas e orientador da secção ao enigma “Um Pedido de Ajuda” resultaram numa pontuação média que nos obrigou a recorrer às centésimas para desempatar os lugares dos produtores Rigor Mortis (8,42) e Detetive Jeremias (8,44) na tabela classificativa final, que consagrou Daniel Falcão como o grande vencedor e ficou assim ordenada:

1º. “Crime Leaks”, de Daniel Falcão: 8,60 pontos;

2º. “Um Pedido de Ajuda”, de Detetive Jeremias: 8,44 pontos;

3º. “Whisky Fatal”, de Rigor Mortis: 8,42 pontos;

4º. “…E Também não é uma Cebola”, de Búfalos Associados: 8,30 pontos;

5º. “O Caso do Capitão Venâncio”, de A. Raposo: 8,20 pontos;

6º. “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça”, de Bernie Leceiro: 7,90 pontos;

7º. “A Estranha Morte do Barão”, de Abrótea: 7,80 pontos;

8º. “O Estranho Caso da Falsa Mobilidade”, de Bigode: 7,60 pontos;

9º. “Abílio Vai à Bola”, de Daniel Gomes: 6,20 pontos.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com