O mais recente posto de venda da ERA fica localizado na Avenida Dr. José Nunes da Ponte, junto à recente inaugurada Praça do Emigrante. Com uma localização privilegiada, o objetivo do empresário Ricardo Moura é ficar mais próximo dos vendedores e compradores, oferecendo-lhes assim mais comodidade.

 

Inaugurada a 26 de julho, a abertura da terceira agência ERA em São Miguel faz parte de uma estratégia que começou em 2018, explica o administrador, “com a abertura de um segundo posto de venda. Estamos, originalmente, sediados em São Gonçalo em Ponta Delgada, abrimos um segundo posto de venda nas Portas da Cidade para estarmos mais próximos do centro urbano”, sendo que “esta vinda para cá também se prende com a comodidade que queremos dar aos nossos clientes”.

A presença da ERA na Ribeira Grande, a primeira agência que aposta no concelho ribeirangrandense, pretende agilizar alguns processos, como exemplificou Ricardo Moura: “qualquer cliente que tenha de assinar um papel, contrato, documento ou o que quer que seja e seja aqui da Ribeira Grande, não terá que se deslocar até Ponta Delgada”. Além disto, esta proximidade com os “clientes vendedores será uma mais-valia para os compradores que nos visitam quando temos que agilizar rapidamente uma visita”.

Por ser a ERA a única rede imobiliária com três pontos de venda em São Miguel, o objetivo desta equipa representada por Ricardo Moura é “ prestar um melhor serviço de qualidade aos clientes”, sendo este passo primordial para conseguir cumpri-lo.

“Agora esperamos que os nossos clientes compradores e vendedores da costa norte nos deem uma ajuda no alavancar deste investimento porque, efetivamente, é uma fase menos propícia ao investimento neste contexto de pandemia, mas é um sinal claro de que acreditamos no norte”, diz o empresário, que não esquece que este é um concelho que “tem tido muita procura para investimentos da área do turismo” e que, inclusive, “já mediámos alguns negócios de elevado valor de terremos na zona de Santa Bárbara com vista à construção de investimentos turísticos”.

Presente na inauguração deste posto de venda esteve Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, que acredita que “o facto de uma imobiliária vir para a sede da Ribeira Grande representa que o concelho está ativo na parte do imobiliário”.

Na ocasião o autarca fez saber que neste momento existem 50 novos processos de licenciamento particular na Câmara Municipal, representando este número novas construções. De forma a dar uma resposta mais céleres aos munícipes e às imobiliárias, informou, o “município está a investir na desmaterialização de processos”.

“Neste momento estamos a terminar a estratégia local da habitação”, anunciou Alexandre Gaudêncio. Este é um documento que poderá ser um bom instrumento de trabalho “quer para o município, quer para as imobiliárias”, que permitirá “fazer um retrato fidedigno à data atual, ou seja, vamos ter a perfeita noção de quantas famílias estão em habitações sobrelotadas e de quantas estão em carência habitacional”. Neste momento o documento está para parecer das entidades e deverá estar concluído até ao final do ano, dando-se a conhecer o resultado do mesmo.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com