blank

A INJUSTIÇA CONTINUA

Sabemos que a crise obrigou a banca nacional a cortar nas remunerações em 2015, mas, no entanto, ela abriu mais os cordões à bolsa para os respectivos administradores do que as congéneres da Noruega, Suécia e Dinamarca, entre outras.