O contrato-programa entre a associação Atlantic Action Spots e o Governo Regional foi assinado no passado dia 24 de abril, com o valor de 250 mil euros. A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo diz que esta quantia irá permitir a continuidade de uma das “mais emblemáticas provas desportivas que se realizam nos Açores”, sendo o caso concreto na Ribeira Grande.

De acordo com Marta Guerreiro, esta iniciativa tem vindo a promover o destino Açores ao longo dos últimos anos, “a partir de um produto turístico de grande relevância no arquipélago, como é o caso do surf”.

Na ocasião da assinatura do contrato-programa, a governante afirmou ainda que esta é “mais uma forma de estruturação e qualificação da nossa oferta regional, pelo que o Governo dos Açores só poderia continuar ao lado dos seus promotores”, já que a importância desta prova internacional é reconhecida pelo Governo, já que coloca os Açores “como palco privilegiado para a prática de desporto de ondas, seja por via do surf ou do bodyboard”.

Marta Guerreiro acrescentou ainda que o Azores Airlines Pro tem vindo a “posicionar favoravelmente a Região em importantes mercados emissores e em segmentos de procura que valorizam o contacto com a natureza e com as pessoas”.

A titular da pasta do Turismo salientou ainda que o desporte de ondas é um dos “produtos prioritários” do Plano Estratégico e de Marketing para o Desenvolvimento do Turismo nos Açores, pelo que “este tipo de provas tem sido um sucesso pela sua capacidade promocional”, capaz de fomentar a “notoriedade e a afirmação dos Açores como Destino de Natureza Ativa, principalmente por fazerem da Região um lugar ímpar para a prática de surf”. Recorde-se que recentemente o município ribeiragrandense lançou a marca “Ribeira Grande – Capital do Surf”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com