A Mercadona substituiu as máscaras higiénicas não reutilizáveis dos seus colaboradores, por umas novas máscaras higiénicas reutilizáveis corporativas, mais práticas, modernas e sustentáveis. Em causa está um investimento na ordem dos 5 milhões de euros por ano, com o objetivo de melhorar os equipamentos de proteção no posto de trabalho e reforçar o seu compromisso com o meio ambiente.

 

 

A Mercadona começou, no final de 2020, a substituir as máscaras higiénicas não reutilizáveis dos seus colaboradores 95 mil colaboradores, por umas novas máscaras higiénicas reutilizáveis corporativas, mais práticas, modernas e sustentáveis.

Esta mudança, que implica um investimento anual de mais de 5 milhões de euros, supõe uma grande melhoria nos equipamentos de proteção no posto de trabalho, já que estas novas máscaras são mais resistentes ao calor e à humidade, mais cómodas e ergonómicas, e protegem durante todo o período laboral. Além disso, a empresa reforça o seu compromisso com o meio ambiente, ao apostar numa máscara reutilizável até 10 vezes.

Segundo revelou a Mercadona em comunicado “o fornecedor Totaler, especialista em têxteis para bebé, Cambrass, é o responsável pela elaboração deste produto certificado pela AITEX segundo a normativa espanhola UNE 0065-2020 e europeia CWA 17553:2020, caracteriza-se pela sua alta eficiência de filtração de 99% e a sua alta capacidade de respirabilidade, e são fabricadas nas instalações da empresa na localidade de Ontinyent (Valência) para os colaboradores da Mercadona em Espanha e Portugal”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com