As medidas de apoio da Câmara Municipal da Trofa às famílias e às empesas do concelho, integradas no maior pacote de apoios municipais lançados pela autarquia nos últimos dez anos, já estão vigor desde o passado dia 1 de janeiro.

 

 

A autarquia trofense elucidou que “no que toca às famílias, as mesmas têm uma redução do preço da fatura da água, consoante o escalão. Para o 1º escalão, a tarifa da água passou a ser faturada a 0,71€/M³, em vez de a 0,99€; para o 2º escalão o preço da água é agora taxado a 1,12€/M³, em vez de 1,61€; no caso do 3º escalão, aplica-se o valor de 1,87€/M³, em vez de 3,25€”.

Segundo a Câmara Municipal da Trofa, esta redução do tarifário aprovado apresenta-se na fatura de janeiro com a indicação “Comparticipação do Município”, que pode ser confirmada na 1ª página da fatura, apesar do consumo de janeiro de 2021 aparecer faturado com o preço sem redução. A autarquia explicou, a este propósito, que a poupança que os trofenses terão mensalmente, durante o ano de 2021, será avaliada de forma mais exata, a partir de fevereiro, pois na fatura de janeiro estavam consumos de dezembro de 2020, não incluídos na redução comparticipada.

No que diz respeito às medidas de apoio às empresas, nomeadamente a redução em 50% do valor da fatura da água, do saneamento e do lixo, tratam-se, de acordo com o município, de um apoio automático sem necessidade de adesão.

A redução de 50% da fatura da Indaqua (água) encontra-se creditada na mesma fatura, com a indicação “Comparticipação do Município”, na 1ª página da fatura, apesar do consumo referente a janeiro de 2021 aparecer faturado com tarifário sem esta redução.

A fatura da Trofáguas (resíduos), inserida na fatura da Indaqua, apresenta a redução de 50% no valor dos consumos de janeiro de 2021, referentes a resíduos fixos e resíduos variáveis. O mesmo pode constatar-se na fatura Águas do Norte (saneamento), onde a comparticipação do município representa 50% do consumo de janeiro nas duas faturas (variável e fixa).

Como esclareceu a Câmara Municipal da Trofa, à semelhança do que acontecerá no caso da poupança que as famílias terão mensalmente, a poupança que as empresas terão mensalmente, no período entre janeiro e março de 2021, também será avaliada de forma mais exata, a partir de fevereiro, pois na fatura de janeiro estavam consumos de dezembro de 2020, não incluídos na redução comparticipada pela autarquia.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com