Este foi considerado um dos livros mais importantes de 2019 pela editora “Saída de Emergência”. Da autoria de Fernando Esteves e Gustavo Sampaio (diretor e diretor-adjunto do “Polígrafo”, o primeiro jornal português de ‘fact-checking’, respetivamente), neste livro é explicado como o público se pode defender e também identificar as “notícias falsas”, presentes em todo o lado.

Com o desenvolvimento tecnológico e com a consagração das plataformas digitais como principal fonte de informação, houve um agravamento do fenómeno de ‘fake news’. Por isso mesmo, face a esta epidemia de “notícias falsas” e “guerra da desinformação”, os autores desmitificam algumas notícias, apresentando os dados falsos e os factos, admitindo que num dos casos “(…) os números verdadeiros são apresentados de forma descontextualizada e sensacionalista (…)”.

“Os jornais de referência estabeleceram um compromisso com os leitores, responsabilizando-se pela veracidade e pelo rigor das notícias que publicavam. Foi essa relação de compromisso que limitou o fenómeno das ‘fake news’ durante mais de um século, até à presente época de desordem informativa em que esses jornais (e estações de rádio e televisão com o mesmo nível de credibilidade) deixaram de ser a principal fonte de informação dos cidadãos.”

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com