Pai.

Escrever-te este papel foi a melhor forma que encontrei para te dizer algumas coisas, olha, tal como noutras coisas, talvez seja como tu. Uma nova fase da tua vida vai começar, mais uma vez vais partir, mas sei que vais muito por minha causa. Se por um lado estou feliz por ti, porque sei que esta nova oportunidade vai permitir mudar a tua vida, e tu melhor do que ninguém sabes a que me refiro, custa-me muito ver-te partir novamente do teu País, o país que tanto amas, em especial partir com a tua idade, numa altura em que se calhar a tua vida devia ser sem preocupações, porque apesar de tudo mereces isso pelo que foste e és, pelo que deste aos outros e continuas a dar em tantos momentos da tua vida.

Mas, a vida é mesmo assim, dá tantas voltas e nem sempre é aquilo que desejamos, como costumo dizer e tu também, na vida o que hoje é verdade, amanhã é mentira. Gostava tanto que as coisas fossem ou tivessem sido diferentes, pelo menos lutei, lutei tanto para que tudo fosse diferente, lutei para te ajudar, para fazer a minha vida, segui um sonho á procura disso, mas não o consegui.

Eu cresci, aquela criança que tanto gostava de carrinhos, com quem adoravas brincar no jardim enquanto escrevias, tornou-se um homem, um homem responsável e lutador, fiz tudo para que os meus pais sempre se orgulhassem daquilo que ele era, tentei sempre dar um passo em frente na minha vida, mostrando-vos que podiam ter orgulho na pessoa que sou, isso sem dúvida que o devo a vocês, a ti, á minha mãe e á minha avó, por tudo o que me ensinaram e nos momentos menos bons me apoiaram.

Sabes que nem sempre tive uma vida justa, se é que há justiça na vida de cada ser humano, e que passei alguns momentos maus na minha vida, muitas vezes também vocês não foram justos comigo, mas sempre soubemos apoiar-nos uns aos outros, mesmo quando as pessoas te abandonavam, perdoei e apoiei-te quando mais necessitavas. Sei e reconheço que em alguns momentos nem sempre fui o filho que mais esperavas, que nem sempre fui justo contigo, talvez em alguns momentos te pudesse dar mais apoio, mas não tinha forma de o fazer.

Tu, pai, sabes mais que ninguém, que no passado já passaste por esta situação de emigrante, nessa altura tudo podia ser diferente, até mesmo o dia de hoje, mas o destino e a vida são mesmo assim, hoje mais que nunca vais fazer um esforço, não me desiludas porque tu és o ser mais maravilhoso que existe á face da terra, hoje vais tu, não por ti, mas por mim, queres dar-me um futuro melhor e apenas com a tua partida conseguirás abrir caminhos e perspetivas de futuro para mim, luta por uma vida nova para ti, mas sem te esqueceres de mim, uma vida que sinceramente acredito que a mereces, por tudo o que fostes és e tenho a certeza serás, pelo muito que deste sem esperar nada em troca, como tu sempre dizes; “ não há maior felicidade do que contribuir de alguma forma para a felicidade dos outros”, deixa-me ser um pouco egoísta desta vez pai e contribui um pouco mais para a minha felicidade, tentando tu mesmo ser feliz, mesmo que seja á tua maneira e desbravar caminhos para que eu possa seguir o curso no qual com muito sacrifício meu, teu e da mãe me licenciei.

Não imagino o quanto é difícil estar sozinho, porque sempre tive companhia, sempre tive os meus pais e a minha avó em especial, mas tu, estejas onde estiveres nunca estás só, estou eu para te apoiar em tudo e que apesar de nem sempre te ter compreendido, nem sempre te ter apoiado da melhor forma, fui aquele que nunca te deixou cair que sempre esteve a teu lado, quando outros te viraram as costas e te pisaram.

Por tudo isto, hoje mais do que nunca deposito em ti uma esperança, uma esperança que consigas mostrar que és muito mais do que o que muitas pessoas pensam, que és, acima de tudo o que queres ser, um ser humano maravilhoso que só quem te conhece de verdade sabe que tens um coração do tamanho do mundo. Acredito mais uma vez que vais dar a volta por cima, que vais conseguir atingir os teus objetivos que no fundo são levar-me para aí e que possa exercer a profissão de que gosto e na qual me licenciei, porque sei que estás nesse país distante não por ti, mas muito mais por mim.

 

Bj do teu filho Zé Luís

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com