O Relatório de Gestão e Contas do município da Trofa relativo ao ano de 2019, foi aprovado na Reunião de Câmara Municipal, que decorreu no passado dia 9 de abril em regime de teleconferência, com cinco votos a favor dos eleitos pela Coligação Unidos pela Trofa (PPD/PSD – CDS/PP) e com duas abstenções do PS. Este relatório será agora remetido para aprovação da Assembleia Municipal da Trofa.

Segundo a Câmara Municipal da Trofa, o município encerrou as contas referentes a 2019 com um resultado positivo de 5,1 milhões de euros, a diferença entre o total da receita, 29 609 610,36 euros e o total da despesa, 24 528 918,07 euros.

Relativamente à despesa corrente, esta foi menor que receita corrente em 6,4 milhões de euros, dispondo atualmente a autarquia de fundos próprios superiores ao orçamento anual.

Com este resultado, Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa, considerou que “mantivemos o rigor orçamental e a gestão criteriosa e responsável que nos possibilitou continuarmos a abater à divida herdada. Só no ano, passado conseguimos abater mais de 2 milhões de euros à dividia existente, sem deixar de investir e de fazer obras importantes, como exemplo a requalificação da EB2/3 Professor Napoleão Sousa Marques, inaugurada em setembro de 2019, com um investimento direto da Câmara de mais de três milhões de euros. Em paralelo, realizamos ainda inúmeras obras de requalificação dos espaços interiores e exteriores de diferentes escolas locais, como Feira Nova, Giesta, Fonteleite, Lagoa e Cedões, enquanto avançamos no terreno com a requalificação da rede viária e com a construção de abrigos e de zonas dedicadas a entrada e saída de passageiros nas nossas principais vias, neste caso a EN14, a EN104 e a EN318, além de todo o processo que nos permitiu iniciar a obra dos Paços do Concelho”.

O autarca trofense frisou ainda que “o ano de 2019 consolidou a recuperação financeira da Câmara Municipal da Trofa, a Taxa de Execução da receita foi de 92,55%, por isso consideramos que estamos perante um exercício que demonstra bem a sustentabilidade financeira do nosso município, em que privilegiamos o super avit e a poupança corrente e em que o ativo é superior ao passivo”, salientando que, ao longo do último ano, “reforçamos ainda mais a nossa credibilidade institucional e a nossa projeção na região e no país, para continuarmos a concretizar a estratégia de crescimento que temos para o concelho, gerindo com rigor, seriedade e transparência as contas do município”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com