A 23 de abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população. “Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e ainda, elementos fundamentais no processo educativo.”

Como é de esperar nesse dia decorrem várias ações de promoção dos livros e da leitura, organizados por livrarias, associações culturais, escolas, universidades e outras entidades. Neste dia, algumas livrarias promovem compras de livros com descontos. A mais célebre livraria do Porto, a Lello, (também conhecida como Livraria Lello & Irmão ou Livraria Chardron, datada de 1869) recebeu como diariamente dezenas de visitantes.

Foi a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) que instituiu em 1995 o Dia Mundial do Livro. A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial – foi a 23 de abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes. O dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu o famoso escritor inglês William Shakespeare.

A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e para o desenvolvimento económico. Miguel de Cervantes e William Shakespeare e ajudaram a delinear a arte da literatura que temos hoje. Nas palavras de Harold Bloom, Shakespeare é a invenção do humano, e analisa O legado do dramaturgo inglês de uma forma inovadora. O que era o homem antes de Shakespeare? Personagem de dimensão quase inexistente.”

Uma curiosidade apenas sobre as coincidências da vida e morte de ambos escritores; Acredita-se que Cervantes tenha sido vitimado pela cirrose, aos 68 anos, no dia 22 de abril de 1616, do calendário gregoriano (que vigora atualmente na quase totalidade dos países ocidentais). Mas, como era comum nessa época, o registro de óbito do escritor espanhol foi feito um dia depois sendo sepultado em 23 de abril. Já Shakespeare deixou o mundo no dia 23 de abril, aos 52 anos, e até hoje não se sabe exatamente as causas da sua morte.

Naquela época, o calendário em vigorava na Inglaterra era o juliano (vigente até 1752/Séc. XVIII). Se compararmos as duas datas considerando os diferentes calendários a data da morte de Shakespeare passaria a corresponder ao dia 3 de maio, um intervalo de 11 dias. O Dia do Livro Português é comemorado em 26 de março. A data foi criada pela Sociedade Portuguesa de Autores com o intuito de destacar a importância do livro, do saber e da língua portuguesa em todo o mundo.

Foi escolhido o dia 26 de março para esta celebração pois foi neste dia, em 1487, que se imprimiu o primeiro livro em Portugal: o “Pentateuco”, em hebraico. Ele saiu das oficinas do judeu Samuel Gacon, na Vila-a-Dentro, em Faro. Já o primeiro livro escrito em português foi impresso no Porto, dez anos depois, em 4 de janeiro de 1497. Produzido pelo primeiro impressor luso, Rodrigo Álvares, o livro tinha o título de “Constituições que fez o Senhor Dom Diogo de Sousa, Bispo do Porto”.

Finalmente o Dia Internacional do Livro Infantil celebra-se anualmente em 2 de abril. Esta data é celebrada por iniciativa do Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY), que em Portugal é representada pela Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil (APPLIJ).

O IBBY criou o Dia Internacional do Livro Infantil em 1967, para homenagear o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, (autor de algumas das histórias para crianças mais lidas em todo o mundo), cujo aniversário do nascimento é assinalado a 2 de abril.

Dia do Livro Infantil em Portugal Todos os anos é divulgada pela IBBY uma mensagem de incentivo à leitura, da autoria de um escritor de nacionalidade diferente, que é depois traduzida e divulgada nos países que integram o IBBY.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com