OS INTOCÁVEIS

O arquivamento por falta de provas do processo BPN, envolvendo Dias Loureiro e Oliveira e Costa como responsável máximo da referida instituição bancária, deixou o País perplexo e incrédulo, pois o Ministério Público reafirma que «subsistem as suspeitas à luz das regras da experiência comum».