Desde 18 de abril que está em marcha a unidade de rastreio móvel à Covid-19 em Vila Nova de Gaia, uma iniciativa da Câmara Municipal em parceria com o Hospital de Gaia e que conta com uma equipa de 20 enfermeiros. Percorrendo parte dos lares de idosos e de pessoas com deficiência do concelho, cobrindo a área do ACES Grande Porto VII – Gaia, e complementando o trabalho do ACES Espinho/Gaia, foram realizados 3.746 testes a utentes e funcionários das 59 instituições do concelho, dos quais apenas 195 foram positivos, 75 na área do ACES Grande Porto VII – Gaia e 120 no ACES Espinho/Gaia.

Desde o inicio que a autarquia acredita que o diagnóstico nos lares é uma estratégia fundamental para identificar potenciais positivos e evitar contaminações gerais e Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara, reforça que “agora que saímos do Estado de Emergência, importa reforçar as medidas de proteção e de prevenção para evitar um retrocesso no caminho já percorrido”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com