A Garland vai criar o maior centro logístico do país em Vila Nova de Gaia. O investimento contribuirá para aumentar o volume de negócios da área logística da Garland em 40 por cento, criando 100 pontos de trabalho diretos e 200 indiretos.

 

 

A Garland está a arrancar com a construção de um novo centro logístico, com uma área coberta de 38.000 m2, que irá permitir a expansão nacional da área logística do grupo, um dos líderes de mercado no setor de Navegação, Transportes e Logística. Este é o segundo centro em Gaia, num investimento de 30 milhões de euros e com conclusão prevista para junho de 2022, e terá capacidade para 100 mil paletes, criando, igualmente, 100 postos de trabalho diretos e 200 indiretos.

Com um crescimento acumulado de 50% nos últimos cinco anos, a Garland Logística espera, com este novo centro, aumentar o seu volume de negócios em 40%. “Numa altura crítica para a economia nacional, que procura resistir aos efeitos causados pela pandemia, esta forte aposta em expandir significativamente a atividade logística traduz a nossa confiança numa retoma que se pretende efetiva a médio prazo. É um projeto que nos enche de orgulho, não só pela sua dimensão e visibilidade, mas também pelos postos de trabalho que cria e pela dinamização económica que imprime na região”, afirma Ricardo Sousa Costa, administrador do Grupo Garland e CEO da área Logística.

Aquele que será o maior centro logístico da Garland no país, com excelentes localização e acessibilidades, junto ao nó de Arcozelo entre a A44 e a A29, irá centralizar as operações logísticas de apoio à atividade de produção de bicicletas do cliente Decathlon, cujo projeto, na sua magnitude máxima, permitirá o armazenamento de 100.000 paletes, contribuindo, deste modo, para a consolidação de uma importante atividade industrial exportadora do concelho de Gaia.

Com o objetivo de se tornar o primeiro centro logístico em Portugal com certificação internacional BREEAM New Construction, o projeto seguirá um plano extremamente exigente, com validações rigorosas de vários intervenientes, incluindo as mais apertadas exigências de sustentabilidade ambiental. Para além disso a unidade irá incorporar as mais avançadas tecnologias de segurança, nomeadamente um modelo de sprinklagem FM approved, um sistema completo de deteção e combate de incêndios, desenfumagem, CCTV, controlo de acessos e intrusão, e bacias de retenção.

“A Garland Logística tem tido um crescimento muito importante nos últimos anos. Este centro logístico de última geração surge naturalmente como consequência desse crescimento. O nosso objetivo é continuar a expansão, a qual tem tido mais expressão no Norte, mas que nos interessa que seja nacional, pelo que continuamos atentos a novas oportunidades que surjam noutras regiões do país. Os próximos anos serão seguramente de continuidade nesta linha sustentada de crescimento”, remata Ricardo Sousa Costa.

Atualmente, a Garland Logística – unidade de negócio dedicada às operações de logística de armazém, distribuição e e-commerce do Grupo Garland – detém uma área de armazenagem de 91.500 m2, distribuída por sete unidades de norte a sul do país (Maia, V. N. Gaia, Aveiro, Mealhada e Cascais). Com este investimento alarga a sua capacidade para 129.500 m2, um dos maiores parques nacionais no setor.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com