O Grupo Dramático de Vilar do Paraíso realizou, no passado dia 27 de abril, as Comemorações do 25 de Abril de 10974, assinalando, deste modo, os 45 anos da Revolução dos Cravos. A celebração contou com a presença de Elísio Pinto, vereador da Câmara Municipal de Gaia, de João Paulo Correia, presidente da Junta de Freguesia de Mafamude e Vilar do Paraíso, de Paulo Rodrigues, presidente da Federação das Coletividades de Vila Nova de Gaia, do Rancho Folclórico de Vilar do Paraíso e da Associação Recreativa Entre Parentes.

O Grupo Dramático de Vilar do Paraíso organizou um espetáculo, com a prata da casa, nomeadamente com os associados, dirigentes e com o Grupo de Música Popular Portuguesa da coletividade, que contemplou momentos de música, canto e poesia e proporcionou ao público uma experiência imersiva na história, nos valores e nas conquistas da Revolução dos Cravos.

“Viva o 25 de Abril! Viva a Liberdade! Viva do Dramático!”. Estes foram os clamores da noite que assinalou os 45 anos do 25 de Abril de 1974 e lembrou a importância das conquistas e dos valores da revolução, que terminou com o regime ditatorial do Estado Novo.

Miguel Torgo, presidente da Direção do Grupo Dramático de Vilar do Paraíso, afirmou que “como já é habitual, o Dramático de Vilar do Paraíso comemora mais uma vez o 25 de Abril de 1974, assinalando, assim, o seu 45º aniversário, com um espetáculo de música, poesia e canções, com um espetáculo do passado e presente. Um espetáculo onde houve muitas emoções e no qual pudemos brindar 25 de Abril, sempre. O Dramático resistiu ao 25 de Abril de 1974 e, hoje, com 97 anos de história e de vida associativa, abraça mulheres e homens que querem, juntos, fazer mais e melhor por uma sociedade mais justa e diferente. Precisamos de vós, precisamos que nos visitem com mais frequência, que participem, que colaborem e esta não é só a nossa casa, mas a de todos os que pretendem juntar-se a nós, para construir um futuro diferente. Este espetáculo a que puderam hoje assistir é um exemplo da união que queremos transmitir a todos os que por aqui passam e isto não seria possível sem a preciosa ajuda destas mulheres e destes homens que aceitaram este desafio e que estão cá hoje, para comemorarmos esta data tão importante”.

O presidente da Junta de Freguesia de Mafamude e Vilar do Paraíso, João Paulo Correia, fez questão de estar presente nestas celebrações e sublinhou ao AUDIÊNCIA que “o Dramático, todos os anos, tem um programa próprio para comemorar o 25 de Abril, onde através da música, da poesia e envolvendo os seus dirigentes e os seus associados. Esta é uma noite comemorativa à qual se juntam quase 100 pessoas todos os anos e já é uma tradição vir ao Dramático comemorar o 25 de Abril. Esta é a minha sexta participação nestas comemorações do 25 de Abril do Dramático e este ano em particular, o Dramático transportou-nos para os objetivos do 25 de Abril, para as conquistas de Abril durante estes 45 anos”, acrescentando que o espetáculo “transmitiu-nos um espírito reforçado de que Abril valeu a pena”.

Por sua vez, Elísio Pinto, vereador da Câmara Municipal de Gaia, aproveitou a ocasião para referir ao AUDIÊNCIA que, “o movimento associativo sempre teve um papel muito revelante no que diz respeito ao 25 de Abril, às eleições livres e quando, efetivamente, as coletividades ainda continuam a celebrar Abril com esta intensidade, faz todo o sentido. Faz todo o sentido, porque nós não podemos de forma alguma esquecer o que se passou no Reino Unido e é nosso dever, eu direi que é uma obrigação de todos e principalmente daqueles que têm responsabilidades públicas, de passar uma mensagem de apelo, principalmente aos jovens, para a importância do voto e particularmente nestas eleições europeias, para que não aconteça aquilo que aconteceu no Reino Unido, porque, hoje, os jovens sabem o quanto estão arrependidos de não terem exercido o seu voto. Por isso é que o Grupo Dramático de Vilar do Paraíso celebra Abril com esta intensidade, com esta entrega e com esta dedicação, através de iniciativas tão nobres, porque é importante continuar a celebrar o 25 de Abril”.

Também Paulo Rodrigues, presidente da Federação das Coletividades de Vila Nova de Gaia, salientou, a propósito das comemorações do 45º aniversário do 25 de Abril realizadas pelo Grupo Dramático de Vilar do Paraíso, que “o Dramático é um exemplo grande das associações e coletividades de Vila Nova de Gaia, que também está a comemorar esta data. É sempre um momento a assinalar, o Dia da Liberdade”, enaltecendo que “é sempre importante, particularmente para as coletividades, porque o movimento associativo em Portugal e em particular aqui no concelho de Vila Nova de Gaia também teve um papel importantíssimo naquilo que foi o 25 de Abril e o pós 25 de Abril e todo o desenvolvimento que surgiu depois dessa data e, portanto, hoje em dia podemos estar aqui reunidos nas coletividades de uma forma livre e podemos conversar uns com os outros, sem receio de termos alguém que possa estar a escutar-nos ou a controlar-nos e é muito bom vivermos desta forma, em liberdade e com liberdade de expressão e de opinião”.

O espetáculo comemorativo culminou com a distribuição de cravos pelo público e com a fusão de vozes que cantaram em uníssono “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso. No final, os presentes brindaram à liberdade durante um porto de honra.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com