No dia 18 de dezembro, o Futebol Clube de Avintes organizou a I Gala orgulho Avintense. O evento aconteceu na Quinta da Harmonia, em Avintes, e a cerimónia foi conduzida por Daniel Soares, presidente do clube, e a repórter Janiina Vaz. Durante a cerimónia foram apresentados novos vários projetos para o ano de 2022, entre eles, o ressurgimento do futebol feminino e do atletismo no clube, bem como o surgimento de duas novas modalidades: o futsal e o basquetebol. Além disso o clube anunciou uma transformação digital no clube, da qual faz parte um novo canal, o Canal Avintense, dirigido pela jornalista Ester Santos. A Academia do Futebol Clube de Avintes é outra das novidades, um serviço que pretende ajudar os pais na logística escola/treino. Por fim, o FC Avintes ainda homenageou várias personalidades do clube pelo seu desempenho dentro e fora das quatro linhas.

 

 

O Futebol Clube de Avintes organizou a I Gala Orgulho Avintense. O evento, composto por cerimónia, jantar, entretenimento, apresentação de projetos e entrega de prémios, aconteceu no dia 18 de dezembro, na Quinta da Harmonia, em Avintes.

A noite começou com uma atuação de Fábio Gouveia, concorrente do The Voice 2017, tido como Fábio de La Vega nas redes sociais. Daniel Soares, presidente do FC Avintes, acompanhado pela repórter Janiina Vaz, apresentou a cerimónia. O líder do clube começou por dizer que esta “cerimónia marcará o futuro do FC Avintes”. Na primeira pausa do jantar, começaram as novidades: o Avintes teria novas modalidades. E que modalidades são essas? O futebol feminino vai regressar e o atletismo, que tanta história tem no clube, também voltará. Mas há duas novas modalidades a ter em conta quando se pensar no avintes: o futsal e o basquetebol.

 

Novas modalidades

Daniel Soares admitiu que o regresso do futebol feminino “era um desejo antigo meu, mas, principalmente, do clube”. O foco será a formação, no entanto, o presidente não coloca de parte a existência de uma equipa sénior logo na primeira época, tudo dependerá das circunstâncias e da adesão. “Eu espero que o número seja tão grande que tenhamos essa possibilidade de criar vários escalões”, admitiu. Quanto ao atletismo, também não era segredo o desejo deste regresso. “Muitos dos títulos que nós temos, não digo a maioria para não cair em erro, mas talvez, grande parte, é na modalidade de atletismo. Uma modalidade histórica do clube que adormeceu, e o que vamos fazer é acordar esse gigante adormecido do FC Avintes, e trazer de volta a modalidade”, disse Daniel Soares. O futsal, esse sim, uma estreia no Avintes, vem para ser “a base” da formação. “Nos escalões mais jovens é algo que contribui para o desenvolvimento técnico dos jogadores, portanto, quase que se confunde naqueles escalões dos três e quatro anos, e deve confundir-se, porque o princípio assumido no futsal é relação com bola, logo, de base, faz todo o sentido que a relação com bola seja o principal foco”, explicou o presidente do FC Avintes. Já o aparecimento do basquetebol no clube é algo completamente surpreendente e inesperado, no entanto, como Daniel Soares referiu, “fazer história também é isso”. “Com 98 anos já temos, ou deveríamos ter, uma responsabilidade social muito grande e ter só futebol parece-me um bocadinho curto, não só para a vila de Avintes, mas para o concelho, visto que há tantos outros clubes que já têm mais do que uma modalidade”, completou o presidente que lembrou que, nas redondezas, a oferta na área do basquetebol é reduzida. ”Aqui, próximo destas localidades, a modalidade de basquetebol está um bocado esquecida, ou está um pouco centralizada naquilo que é o centro de Gaia e com isto pretendemos estimular o aparecimento não só no FC Avintes, porque se com isso conseguirmos arrastar mais clubes para que tal aconteça, o desporto ganha e Gaia ganha”, completou. Além disso, Daniel Soares tem um gostinho especial pela modalidade, uma vez que já a praticou.

Todas as modalidades começaram já na próxima época, de 2022/2023, e todas terão masculino e feminino.

 

Canal Avintense

As novidades não se ficaram, no entanto, pelas modalidades. Logo de seguida, Daniel Soares e Janiina Vaz apresentaram um novo projeto digital para o clube de Avintes. “Uma nova imagem, uma nova linha de comunicação e uma forte presença e dinâmica nas redes sociais, o FC Avintes apresentará o novo website que contará com loja online, inscrição de sócios online, bilheteira, fotos e descrição de cada equipa, atleta, treinador e cada dirigente”, anunciou Janiina. Dentro desta transformação digital do clube, a grande novidade foi a apresentação do novo canal, dirigido pela jornalista Ester Santos: o Canal Avintense. “Um clube tão histórico como o FC Avintes merece algo inovador e revolucionário. Porque não um canal digital? O presidente Daniel fez me este convite, e eu como gosto de desafios, aceitei. Temos bastantes ideias para o canal, tais como entrevistas criativas aos atletas e personalidades do clube, desafios, quiz e várias rubricas alusivas ao clube. Este canal promete transformar o futebol distrital e não só“, explicou Ester Santos. “Num futuro a médio prazo, digamos, temos o objetivo da transmissão de jogos em direto, flash interviews, pré e pós”, completou Daniel Soares.

 

Academia do Futebol Clube de Avintes

Seguiu-se mais um prato, e só depois as novidades continuaram. A Academia do Futebol Clube de Avintes é “um dos maiores motivos de orgulho, o que mais nos emociona do pouco tempo que estamos cá enquanto estrutura diretiva”, referiu o presidente do clube. “A nossa academia vai poder contar com transporte dos jogadores desde as escolas até ao FC Avintes, lá terão acesso a um Centro de Estudos. Nas instalações do Centro de Estudos, os jovens da academia serão acompanhados por psicóloga, nutricionista, terão acompanhamento da parte lúdica e pedagógica, podem chegar ao clube e fazer lá os trabalhos de casa, terem explicações, podem fazer lá o lanche. Da academia sairão para o treino, isto para facilitar a vida aos pais”, explicou Daniel Soares que completou a informação dizendo que a academia se irá situar no Parque Joaquim Lopes, o projeto só foi possível graças ao apoio da Junta de Freguesia de Avintes, e completou a informação, informando que o equipamento que as crianças usarão na academia não terá qualquer custo para os pais. Além disso, no âmbito deste projeto, Daniel Soares ainda aproveitou para anunciar a parceria entre o FC Avintes e o Ajax. “Todos os anos o Ajax vai deslocar-se a Avintes, para uma espécie de torneio de verão, e um dos nossos meninos, anualmente, será indicado por nós e acompanhado por um diretor a Amesterdão, para poder treinar durante três ou quatro dias na Academia do Ajax”, explicou o jovem dirigente.

 

Avintenses D’Ouro

Antes da entrega de prémios Avintenses D’Ouro, o comediante Ricardo Maia ainda arrancou muitas gargalhadas aos convidados. Daniel Soares e Janiina Vaz chamaram, um a um, várias personalidades do clube, que foram distinguidos pelo seu mérito, dentro e fora das quatro linhas. O prémio Jogador do Ano foi entregue a Luís Cacheiro, enquanto o mesmo prémio, mas referente ao futebol de formação, foi atribuído a Tomás Carvalho. Nuno Pereira foi agraciado com o prémio Treinador do Ano e Fernando Dias levou para casa o troféu Dirigente do Ano. Rogério Santos, que não se encontrava presente na cerimónia, devido à sua idade avançada e a situação de pandemia em que nos encontramos, ganhou o título de Sócio do Ano, uma vez que é o sócio número dois do FC Avintes. A empresa Termobrasa recebeu o troféu de Parceiro do Ano e Vasco Dias levou para casa o título de Revelação do Ano. Joaquim Silva recebeu o Prémio Carreira, enquanto Rui Moita levou o Prémio Mérito e Isabelino Trigo ouviu o seu nome ser chamado para o Prémio Entrega.

No final da noite, Daniel Soares estava orgulhoso da festa e disse que este era “apenas o ponto de partida”, até porque o centenário está quase à porta. Quando questionado se o sonho da nova bancada no estádio do FC Avintes se mantinha de pé, o novo presidente do clube disse que os sonhos agora iam muito além dessa bancada. “Temos o sonho, que posso adiantar que passará já à concretização brevemente, não só da bancada, mas de todas as condições, no fundo, que o FC Avintes tem nas suas duas instalações. No relvado sintético, no Parque Joaquim Lopes, teremos a construção já do Centro de Estudos que servirá a Academia, fruto duma parceria com a Junta de Freguesia de Avintes, e no nosso Estádio do Futebol Clube de Avintes queremos, não só uma bancada, mas acima de tudo uma melhoria das condições para a prática do futebol que, como é obvio, contemplará, não só a bancada, mas também o relvado e todas as instalações adjacentes ao relvado”, explicou Daniel Soares.

Quanto ao seu percurso à frente do Futebol Clube de Avintes, Daniel caracterizou-o como “curto e bastante intenso, principalmente com o arranque destes projetos todos ao mesmo tempo, mas, sobretudo, gratificante”. Um dirigente jovem e que tem vivido as consequências e benefícios disso, garante que a responsabilidade é acrescida, porque há um misto de confiança e de dúvida sob o seu trabalho e as suas ideias. “Quando temos um cargo de tanta responsabilidade numa idade tão jovem acontece um bocadinho de ambos. Esperam sempre que sangue novo traga ideias novas, irreverência aos projetos, mas ao mesmo tempo, marcar a credibilidade não é tão fácil assim. Se por um lado, trazer novos projetos, com sangue novo, nos é mais fácil, na sua execução, não digo que encontramos entraves, porque não os temos encontrado de todo, mas às vezes sentimos que é difícil confiarem em nós a 100%. Ou seja, as pessoas aceitam as ideias novas, mas ficam relutantes. Será que vai mesmo acontecer? Será que terão a capacidade para fazer este projeto? Por isso, é um pouco um misto de sensações, mas que já sabíamos que iria acontecer”, explicou Daniel Soares, presidente do FC Avintes.