O Concurso Lusófono da Trofa 2018 – Prémio Matilde Rosa Araújo é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal da Trofa com o apoio do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., que conta com a publicação do conto vencedor pela editora Leya/Caminho, e tem como principal objetivo motivar a produção literária e defender e consolidar a língua portuguesa como expressão universal da cultura lusófona.

Segundo a Câmara Municipal da Trofa, este concurso literário internacional que aposta na promoção e na salvaguarda da literatura infantojuvenil, fomenta o gosto pela leitura e estimula o espírito de iniciativa, ao mesmo tempo que desenvolve e incentiva a escrita criativa, estende-se a todos os países de língua oficial portuguesa. Este concurso contou com a participação de 219 contos e ilustrações, oriundos de Portugal, Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Timor.

“Atualmente, depois do Júri de Pré-seleção ter efetuado a primeira «triagem», os contos pré-selecionados estão a ser avaliados pelo Júri Final do Concurso Lusófono da Trofa – Prémio Matilde Rosa Araújo, constituído por Pedro Seromenho, Jorge Velhote, Ana Soares (Camões Instituto) e ainda um representante do Grupo Leya/Caminho”, revelou a autarquia.

As retribuições a concurso compreendem o Prémio Matilde Rosa Araújo, no valor de 2000 euros, o Prémio Ilustração, no valor de 1500 euros, e o Prémio Lusofonia, no valor de 1000 euros, e vão ser atribuídas nas Comemorações do Aniversário do Município, em novembro.

A Trofa prepara-se, desta forma, para galardoar mais um conto infantil inédito, escrito em português, que irá, assim, juntar-se aos doze livros infantis editados pela Câmara Municipal da Trofa, no âmbito do Concurso, que já é considerado uma referência internacional na área da literatura e da criação e expressão literária em português.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com