O concurso “Os Melhores Verdes 2022” regressou ao formato presencial e escolheu o Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, para a realização da sua edição deste ano. No dia 27 de abril, foram distinguidos 157 vinhos da Região dos Vinhos Verdes, dos quais se destaca o Encostas de Melgaço Alvarinho 2020, que conquistou a Grande Medalha de Ouro. A edição de 2022 contou ainda com uma nova categoria, o Prémio Enoturismo, que foi conquistado pelo Solar das Bouças, em Amares.

 

 

O Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, recebeu, no dia 27 de abril, a entrega de prémios do concurso “Os Melhores Verdes 2022”, que destacou 157 vinhos da Região dos Vinhos Verdes, em 11 categorias distintas. De volta ao formato presencial, o concurso anual escolheu Viana do Castelo como pano de fundo pelo seu papel fundacional na história do Vinho Verde, no século XVI. Na cerimónia esteve presente Maria do Céu Antunes, Ministra da Agricultura e Alimentação.

A edição de 2022 destacou-se pelo registo de um aumento de 9% nas inscrições em relação aos anos anteriores na categoria ‘Colheita igual ou inferior a 2019’, assim como o ressurgimento da categoria ‘Vinho Verde Avesso’. Destaque ainda para o prémio “A Melhor Vinha”, uma distinção integrada no concurso com o objetivo de apoiar e promover a viticultura de excelência, premiando a sustentabilidade ambiental, social e económica das explorações. O Prémio Excelência foi atribuído a Manuel Pinheiro, que termina, este ano, o mandato como presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, após 22 anos de trabalho.

A novidade desta edição foi a atribuição do Prémio Enoturismo, conquistado pelo Solar das Bouças, em Amares, e que serviu para destacar “uma aposta que tem vinho a fortalecer o território e a sua identidade, com espaços fabulosos que acolhem os visitantes dando a conhecer o que aqui se produz”, explicou Manuel Pinheiro.

Estiveram 218 amostras em prova cega, entre as quais o júri destacou 13 vinhos na categoria Ouro e 12 na categoria Prata, com 131 referências a qualificar-se na categoria Honra. O Encostas de Melgaço Alvarinho 2020 foi o distinguido com a Grande Medalha de Ouro. “Hoje, temos novos 157 motivos de orgulho para promover a Região durante o próximo ano, dando expressão à excelente qualidade dos vinhos que fazem um caminho de valorização crescente, dentro e fora do país, chegando a mais de cem mercados em todo o mundo”, enalteceu o presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes.

Os premiados foram agrupados em 11 grandes categorias: Vinhos Verdes Brancos, Rosados, Tintos, de Casta, Colheita Igual ou inferior a 2019, Vinhos Verdes Alvarinho, Vinhos Verdes Avesso, Vinhos Verdes Loureiro, Espumantes de Vinho Verde, Aguardentes de Vinho Verde e Vinho Regional Minho. Os prémios Ouro e Prata foram atribuídos ao primeiro e segundo classificado de cada categoria e os prémios Honra foram entregues aos restantes concorrentes, com pontuação igual ou superior a 80 pontos.