Os Portos Vintage de 1994 da Symington Family Estates encontram-se entre os mais conceituados da segunda metade do século XX. Engarrafados em 1996, e depois de terem envelhecido 25 anos nas garrafeiras da família, em Vila Nova de Gaia, os Vintage Dow’s, Graham’s e Warre’s, desse ano, foram relançados, numa quantidade muito restrita.

 

 

Para assinalar o relançamento dos icónicos Dow’s, Graham’s e Warre’s, a Symington Family Estates disponibilizou uma caixa rara de três garrafas com os Portos Vintage 1994, que ficaram, também, disponíveis em caixas individuais de madeira.

As garrafas que a família decidiu, agora, voltar a colocar no mercado, vão incluir, no rótulo, a indicação de que foram envelhecidas em Vila Nova de Gaia, assegurando, assim, a sua proveniência.

Os Vintage 1994 Dow’s, Graham’s e Warre’s são marcados por uma luminosa acidez, que faz notar a contínua longevidade de cada um destes vinhos. O Dow’s distingue-se pelo seu caráter possante, intenso e concentrado; o Graham’s mostra-se rico, complexo e equilibrado; e o Warre’s fresco e floral com taninos finos.

“Os Portos Vintage 1994 têm um significado especial para mim. Entrei na empresa da família no início de 1995, começando a trabalhar junto do meu pai que era, na altura, o enólogo principal. Os Vintage 1994 foram os primeiros vinhos que ele me incumbiu de apreciar e avaliar. Lembro-me claramente da intensidade dos vinhos, do seu tremendo perfil frutado e das camadas de complexidade. À medida que o meu pai e eu íamos provando os melhores vinhos de 1994, ficámos convencidos que estavam reunidas as condições para elaborarmos um dos melhores Portos Vintage do século XX. Assim, a decisão de declarar o Vintage de 1994 foi uma das mais expeditas da minha carreira”, afirmou Charles Symington, enólogo principal da Symington Family Estates, salientando que “ao provar, hoje, estes Portos Vintage, vem-me à memória essa intensidade inicial de juventude, que nos suscitou tanta confiança na longevidade destes vinhos. Após 25 anos em garrafa, começam agora a entrar numa fase muito interessante da sua evolução. Embora a cor vermelho-escura indique contínua juventude, os sabores elegantes e sedosos descortinam a idade e maturidade que advém da gradual evolução em garrafa. São irresistíveis para beber agora, mas têm ainda várias décadas pela frente”.