blank

MARTIM MARQUES SAGROU-SE CAMPEÃO DO MUNDO DE KARTING ROTAX

O jovem piloto de Vila Nova de Gaia, Martim Marques, voltou a fazer história no karting nacional, ao tornar-se no primeiro português a conquistar o título de Campeão do Mundo Rotax, na categoria Micro-Max, do Rotax Max Challenge Grand Finals (RMCGF), que, este ano, foi disputado no Kartódromo Internacional do Algarve, por 394 pilotos, oriundos de mais de 60 países.

 

O Rotax Max Challenge Grand Finals (RMCGF) foi disputado no entre os passados dias 19 e 26 de novembro, no Kartódromo Internacional do Algarve. Portugal venceu, pela primeira vez, esta prova mundial, fruto do talento de Martim Marques.

Perante 35 adversários, o jovem piloto de Vila Nova de Gaia começou a construir a conquista do título mundial no dia 22 de novembro, ao ser o nono mais rápido nos treinos cronometrados, obtendo, depois, um quarto e um sexto lugares nas mangas de qualificação, que o levaram a arrancar, no dia 25 de novembro, da quinta posição na Pré-Final, onde esteve envolvido num acidente, que lhe provocou um furo no pneu do seu kart e o relegou para a 34ª posição. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Martim Marques, de apenas 11 anos de idade, não baixou os braços e após largar da 11ª posição na Final, rapidamente chegou à liderança, batendo toda a concorrência e sagrando-se Campeão do Mundo da categoria Micro-Max. Este foi o melhor resultado de sempre de um piloto português, em 22 edições das Rotax Max Challenge Grand Finals, onde, também, pela primeira vez, se ouviu o hino nacional.

Segundo enalteceu Ricardo Costa, responsável pela RAC – Racing Academy & Competition, “foram nove dias muitos intensos, com muitas emoções, mas valeu a pena todo o trabalho, pois este título mundial não é só do Martim, é de Portugal. O Carlos Vieira, mecânico do Martim, também nos deu outra alegria, ao ser o melhor mecânico (Micro-Max) do evento. Por fim, uma palavra de força para o colega de «seleção» do Martim, o Afonso Ferreira, que fraturou um braço. Este título também é dele e de todos os portugueses”.