A União de Freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso lançou o serviço MOB+, no dia 1 de fevereiro. Este transporte de proximidade que chegou a Mafamude e Vilar do Paraíso, depois de já estar implementado noutras freguesias do concelho, pretende dar resposta a zonas onde a rede de transportes públicos tem mais falhas. O MOB+ consiste num transporte porta-a-porta e gratuito que pretende ajudar a população a chegar a serviços como juntas de freguesia, correios, centros de saúde, Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e hospital.

 

 

 

A União de Freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso lançou, no dia 1 de fevereiro, o serviço MOB+. Este transporte de proximidade entrou em funcionamento em Mafamude e Vilar do Paraíso, depois de já estar implementado na União de Freguesias de Grijó e Sermonde e na União de Freguesias de Pedroso e Seixezelo. As freguesias de Avintes e Canidelo deverão ser as próximas a receber este serviço de mobilidade.

O MOB+ consiste, resumidamente, numa carrinha de transporte porta-a-porta, gratuito, e que pretende chegar onde os serviços convencionais de transportes públicos, nomeadamente os autocarros e o metro, não chegam. A carrinha é adquirida pela Câmara Municipal de Gaia e os outros encargos, como gasóleo, motorista e manutenções, são responsabilidade da junta de freguesia. O MOB+ em Mafamude e Vilar do Paraíso compromete-se a transportar os cidadãos a serviços específicos como junta de freguesia, centro de saúde, postos de correios, hospital e à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, marcou presença no evento simbólico e reforçou a ideia de parceria entre a câmara e as juntas, uma vez que a ideia foi lançada pela câmara mas depois coube a cada junta a decisão de se candidatar ou não. “Um agradecimento pela junta ter assumido esta parceria numa área que não é uma área típica de trabalho das freguesias mas que, do meu ponto de vista, é uma componente de serviço social e serviço público relevante”, completou o autarca gaiense.

João Paulo Correia, presidente da União de Freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso, justificou a adesão a este serviço de mobilidade com a quantidade de população que as duas freguesias abrangem e o facto de uma parte dessa população viver em zonas onde não passa o autocarro. “Dissemos que sim ao repto da Câmara de Gaia e fizemos a candidatura, porque a União de Freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso tem 56 mil habitantes, tem um território imenso e a sua população espalhada por esse território e muitas pessoas moram em localidades onde não têm uma paragem de autocarro à porta ou próximo das suas casas e estamos a falar de uma freguesia que, pela sua densidade populacional, tem uma grande franja de pessoas mais idosas”, referiu João Paulo Correia.

O presidente da união de freguesias ainda assumiu este novo método de transporte como importante para a melhoria dos serviços públicos, afirmando que é tão necessária a preocupação com as instalações dos serviços como a preocupação pela forma como as pessoas se deslocam aos mesmos.

Logo no primeiro dia do MOB+, foi possível ver duas residentes da freguesia a usar o transporte para uma deslocação ao serviço da segurança social, que funciona na Junta de Freguesia de Vilar do Paraíso.

Este serviço já existia na União de Freguesias de Grijó e Sermonde e na União de Freguesias de Pedroso e Seixezelo e já está a ser preparada a chegada do MOB+ às freguesias de Avintes e Canidelo, mas Eduardo Vítor Rodrigues acredita que todas as freguesias vão acabar por aderir. “Este serviço já está a cobrir cerca de 50% das freguesias e com o sucesso que estamos a ter, vai chegar, certamente, a todas e entenda-se que 50% das freguesias representa bem mais do que 50% da população, porque estamos a falar de freguesias com muitos habitantes”, explicou o presidente da Câmara de Gaia.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com