O amador miramarense Pedro Lencart da Silva, ex-campeão interno do clube e um dos melhores praticantes nacionais da actualidade, alcançou mais uma vitória para o seu palmarés, ao arrebatar o primeiro lugar absoluto da quarta edição do Torneio Internacional levado a cabo pela nonagenária instituição a que preside o “histórico” associado, José Miguel Mendes Ribeiro. Pedro Lencart, que já foi campeão interno do clube e campeão nacional absoluto em 2016 e 2018, já na época em curso conquistou a Taça RS Yetman.

Neste torneio, foi o único dos cerca de 80 participantes, a terminar a prova abaixo do par do campo, tendo cumprido as três voltas regulamentares com o agregado de 208 pancadas (-2), com os parciais de 65+70+73, sobressaindo no seu “scorecard” a excelente marca de cinco abaixo com que abriu a competição (65) e que lhe permitiu superar na geral os dois espinhenses que se lhe opuseram – Afonso Girão e Vasco Alves – por sinal dois jovens que começaram a actividade golfista em Miramar.

Girão terminou ao nível do par do campo (210 pancadas), com os parciais de 69, 71 e 70, enquanto o citado Vasco Alves ficou a dez pancadas do vencedor, com um agregado relativo de (+8), resultante dos parciais 75+74+69, que lhe permitiram equiparar-se a Marta Garcia Llorca (sem “homeclub” definido) que fechou com uma acima (71), depois de duas voltas de 73 e 74. Já o “top-five” absoluto pertenceu a João Miguel Pereira, jovem oriundo da Quinta do Perú (Azeitão), e que alinhou no grupo dos Sub-16, onde terminou com 10 acima do par (220), com as marcas parciais de 77+73+70.

De referir que, por inerência da vitória absoluta que alcançou, Pedro Lencart da Silva, cuja participação no Portugal Masters em profissionais, já está assegurada, dominou completamente o grupo dos Sub-25 (este grupo teve apenas 13 concorrentes), mas a sua vantagem sobre Vasco Alves, do Oporto, foi ainda mais dilatada, cifrando-se em dez pancadas. Com apenas uma volta a baixo do par (69), o concorrente espinhense rubricou um “score” modesto nas duas primeiras voltas – 75+74 – obtendo, ainda assim, ligeira vantagem sobre o miramarense Pedro Clare Neves, terceiro. Vasco Alves concluiu com o agregado relativo de oito acima, enquanto o anfitrião Pedro Neves, com um agregado de 221 pancadas, terminou com um heterogéneo onze acima (221), com os parciais de 69+78+74.Guilherme Oliva, do Montado, e Gonçalo Mata, do Oporto, fecharam com “scores” agregados de 227 e 231 pancadas, enquanto no plano feminino, Marta Garcia Llorca, única concorrente do escalão, obteve um “score” idêntico ao do segundo classificado da geral, cumprindo a prova com o agregado de 218 pancadas (+8), com os parciais de 73+74+71.

Paredense Hugo Ferreira impôs-se no escalão Sub-18

No escalão etário de Sub-18 anos, o paredense Hugo Ferreira foi igual a si próprio, ao conquistar o primeiro lugar na sua categoria, apesar do braço-de-“ferro” que travou com Diogo Mealha, agora a representar o centenário Oporto. Hugo Ferreira logrou obter uma escassa pancada de vantagem e a performance de ambos na volta inaugural acabaria por ser decisiva para que, após os 54 buracos de competição, Hugo Ferreira pudesse “cantar” vitória, com uma performance global de 221 pancadas (11 acima), com os parciais de 70+75+76, contra as 222 de Mealha (12 acima), que registou as marcas parciais de 72+75+75. O “top-five” deste grupo fechou com Pedro Barbosa, do Oporto, com 226 (16 acima), Alexandre Castelo, de Vilamoura, com 230 (20 acima) e Miguel Cardoso, de Paredes, com 231 (21 acima). Já no lote feminino deste grupo, a miramarense Matilde Fernandes deu um ar da sua “geaça” ao conquistar o segundo lugar. Com um “score” agregado de 239 pancadas (+29) e os parciais de 80+83+76, a jovem de Miramar não conseguiu opôr-se ao triunfo convincente da “internacional” Maia Samuelsson, que venceu com 12 acima (222), com os parciais de 74+76+72.

Quanto ao escalão de Sub-16 anos, nem Afonso Costa Rodrigues, nos masculinos, nem a irmã, Ana Costa Rodrigues, actual campeã de Miramar, conseguiram impedir a supremacia de outros concorrentes. No sector masculino, João Miguel Pereira (Q. do Perú), com 220 pancadas (+10) e Pedro Sousa Machado (Oporto), com 221 (+11) obtiveram as melhores marcas, enquanto o Afonsinho Rodrigues teve que se contentar com o terceiro lugar, com 229 (+19), com os parciais de 77+79+73. Já nas senhoras, Ana Costa Rodrigues, com 230 pancadas, ficou a dois escassos “shots” da vencedora, Caytana Fernandez (228), mas bateu-se muito bem nos parciais que completou – 78+76+76.

De referir que este torneio foi bastante mediatizado, tendo tido a adesão de um lote de jogadores categorizados, oriundos de percursos de todo o país, tais como, Oporto, Quinta do Fojo, Braga, Cantanhede, Citynorte, Estoril, Montado, Paredes, Quinta do Perú, Quinta do Lago, Orizonte Lisbon, Vale de Janelas, Vidago e Vilamoura, para além dos madeirense do Santo da Serra.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com