A participação dos nossos leitores na avaliação crítica e consequente pontuação dos contos participantes no concurso “Um Caso Policial em Gaia” tem excedido largamente as nossas melhores expectativas. Nos primeiros cinco originais até agora avaliados, começámos por registar a participação de 28 leitores e verifica-se neste momento a colaboração assídua de perto de quatro dezenas. Refira-se, no entanto, que aceitamos a qualquer momento o surgimento de novos leitores que queiram juntar-se ao nosso “painel de jurados”. Relembramos que o processo de participação é muito simples. Os “jurados” têm trinta (30) dias após a publicação de cada conto para fazer a sua avaliação e enviar a respetiva pontuação, numa escala de 5 a 10 pontos em função da sua qualidade e originalidade, para o e-mail do orientador da secção (salvadorpereirasantos@hotmail.com).

A ordenação dos contos na tabela classificativa é feita através da pontuação média obtida no conjunto das avaliações dos “leitores-jurados”, não havendo, por isso, nenhum prejuízo para qualquer dos contistas concorrentes na existência diferenciada de número de votantes. Como exemplo, refira-se que o conto que obteve até agora maior pontuação foi objeto de análise por 32 dos nossos leitores, o conto que segue na segunda posição foi classificado por 38 votantes e o atual lanterna vermelha por 39 “jurados”. Mas o mais curioso e interessante é que as pontuações alcançadas pelos 5 contos avaliados até ao momento estão muito próximas, alguns deles separados por algumas centésimas, como se pode constatar na tabela classificativa que a seguir se divulga.

 

UM CASO POLICIAL EM GAIA

Classificação dos primeiros 5 contos

1º. “O Manto Negro da Vida ou As Cinco Cores da Sorte”, de Insp. Boavida: 8,62 pontos;

2º. “Necas e Lecas”, de Ma(r)ta Hari: 8,44 pontos;

3º. ” O Meu Velho Tio Ambrósio”, de Insp. Mokada: 8,43 pontos;

4º. “Os Giraços de Mafamude”, de Madame Eclética: 8,32 pontos;

5º. “Vingança Frustrada”, de Insp. Moscardo: 8,23 pontos.

 

Após esta pausa na publicação dos originais candidatos ao nosso concurso, voltaremos na próxima edição com mais um dos 13 contos concorrentes. Será que algum deles destronará o atual líder? Ou será que Inspetor Boavida consegue a proeza de preservar a liderança até ao fim?…

 

INSPETOR BOAVIDA ESTREIA-SE EM LIVRO

“Smaluco: um Detetive muito Especial” é o título do livro de estreia de Inspetor Boavida, que tem por protagonista um velho e medíocre agente da Polícia Judiciária, cujos traços de personalidade mais marcantes são a fanfarronice, a vaidade e a mentira, características que lhe valeram alguns processos disciplinares e a reforma compulsiva aos 55 anos de idade. À parte a investigação direta de alguns crimes de pequeno delito, ele passou praticamente todo o seu tempo de serviço como policial agarrado a uma secretária, classificando e arquivando documentos, ao mesmo tempo que devorava textos dramáticos e as mais diversas publicações sobre teatro.

Smaluco partilha a sua paixão pelas artes de palco (e a vida!…) com Natália Vaz, uma encantadora mulher de longos cabelos loiros e de penetrantes olhos azuis, cujos traços fisionómicos e dotes físicos deixam perceber quão bela e sedutora terá sido na idade em que o corpo mais desperta sentidos e emoções. Na sua adolescência e juventude, ela foi atriz e bailarina de formação clássica, tendo experimentado depois as tendências cénicas em moda no pós-Abril de 1974, com uma militância sem limites nos grupos independentes nascidos com a Revolução dos Cravos, que defendiam um teatro “puro” e sem cedências aos padrões que vigoravam na época.

Natália teve vários amores, arrebatou os corações mais empedernidos e foi cortejada pelos mais disputados solteirões da sociedade portuguesa, mas acabou rendida à personalidade de um polícia que sempre gostou mais de gozar a vida do que perder tempo a investigar os casos que lhe eram entregues ou nos quais se via metido. Será que este amor sobrevive à passagem dos anos?!…

 

Os leitores interessados em adquirir este novo livro de Inspetor Boavida, podem fazê-lo presencialmente nas diversas lojas FNAC ou através da internet, no site da editora Chiado Books (chiadobooks.com), ao preço de 12 euros. No caso de dificuldade na sua aquisição, podem contactar-nos através do e-mail supracitado, que encontraremos forma de desbloquear a situação.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com