Macedo Teixeira lançou o seu primeiro livro de poesia, “Instantes de Poesia – Fragmentos Espirituais”. Lançado na Casa da Cultura Francisco Marques Rodrigues Júnior, em Avintes, no dia 22 de outubro, o livro é uma coletânea de alguns poemas publicados pelo autor nas suas redes sociais, aos quais juntou um conjunto de ‘Fragmentos Espirituais’. Este foi o oitavo livro publicado do autor que confessou estar já a trabalhar há dois anos numa história, que espera acabar, apesar de não ter pressa para o fazer.

 

 

“Instantes de Poesia – Fragmentos Espirituais”, é o primeiro livro de poesia de Macedo Teixeira. Lançado no dia 22 de outubro, na Casa da Cultura Francisco Marques Rodrigues Júnior, em Avintes, o livro da Poesia Fã Clube consiste na reunião de alguns poemas que o autor foi publicando nas suas redes sociais.

“Este livro é quase uma surpresa em relação ao caminho que eu tenho percorrido até aqui, do ponto de vista literário, uma vez que a minha obra, que foi editada, aponta muito mais para a prosa do que para a poesia”, explicou o autor. Macedo Teixeira contou que a primeira experiência da poesia aconteceu devido a uma proposta da Chiado Editora lhe fez para concorrer com um poema. Aceitou o desafio, concorreu, e o seu poema acabou por ser selecionado para fazer parte da obra ‘Entre o sono e o sonho’. “Não me sentia vocacionado, embora em pequenino eu já tivesse escrito um poema, mas não tinha verdadeiramente a perceção que aquilo tinha a ver com a minha essência”, disse. A verdade é que depois de ver o seu poema selecionado, Macedo Teixeira começou a escrever poesia pontualmente, não com a intenção de publicar, mas sim para partilhar nas suas redes sociais. “Publicava e os meus leitores iam gostando, alguns faziam um comentário ou outro no sentido de acharem que estava bem e isso deu-me maior confiança”, confessou o escritor.

À coletânea destes poemas, que foram reunidos e, em alguns casos, corrigidos, juntou-se também um conjunto de fragmentos espirituais. A obra está, segundo o autor, “num domínio intermédio entre o racional e o transcendente”. Concorreu ao concurso da Poesia Fã Clube, com esta coletânea, que acabou por ser publicada e que conta um pouco do seu percurso enquanto indivíduo. “Estou ainda à procura do meu lugar na poesia”, foram as palavras marcantes do autor.

Cipriano Castro, presidente da Junta de Freguesia de Avintes, fez questão de estar presente no lançamento do livro e referiu que “o objetivo da Casa da Cultura é promover os mais diversos tipos de cultura”, onde a literatura e a poesia tinham lugar. A utilização desta casa para a promoção cultural não é exclusiva para avintenses, mas o autarca manifestou a sua satisfação por ver um filho da terra a usar o espaço que foi construído numa antiga escola.

Depois de uma breve apresentação por parte do autor, António Soares e Franklin Cardoso declamaram alguns dos poemas da obra de Macedo Teixeira.

O escritor contou ainda ao Jornal AUDIÊNCIA que está satisfeito com o número de livros publicados, oito com este “Instantes de Poesia – Fragmentos Espirituais”, no entanto, tem trabalhado, ao longo dos últimos dois anos, num novo livro. “Esta história está localizada num certo tempo, com uma raiz histórica, mas depois é uma aventura no mar alto, num barco”, contou Macedo Teixeira, que terminou dizendo que “esta história merece que eu a acabe”, apesar de também ter confessado que não tem pressa para a terminar.