O arranque do ano letivo exige alguma preparação às famílias, sendo os manuais, o material escolar, a ação social, os seguros e o transporte, os problemas a resolver em primeiro lugar. Aqui ficam alguns conselhos da DECO que deve ter em conta.

Relativamente à compra de material escolar, depois de verificar em que estado estão os materiais do ano anterior, o primeiro passo deverá ser elaborar uma lista de tudo o que é necessário e estabelecer um limite máximo a despender com a aquisição do respetivo material (evitará assim, os gastos supérfluos).

Privilegie os produtos simples, robustos, recarregáveis e à base de materiais reciclados, procurando de preferência produtos com o rótulo ecológico europeu. Tenha também em consideração que os produtos de marca branca são uma boa opção de compra, pois o preço é mais acessível.

Convém não “deixar tudo para a última hora”. Com tempo conseguirá fazer uma avaliação mais criteriosa dos materiais necessários, evitando ruturas de stock e gastos desnecessários.

Na aquisição de manuais escolares ou cadernos de atividades, sem prejuízo de os mesmos estarem sujeitos a um regime de preços convencionados ou tetos máximos, aconselha-se um estudo prévio de mercado no sentido de garantir os preços mais baixos. Não se esqueça que o regime de gratuitidade dos manuais escolares foi alargado à escolaridade obrigatória da rede pública. Consulte mais informação aqui: https://manuaisescolares.pt/.

De salientar que no que respeita à compra de cadernos de atividades, livros escolares e outro tipo de manual, os estabelecimentos comerciais não podem obrigar a compra em conjunto. Caso tal aconteça, dever-se-á utilizar o Livro de Reclamações e denunciar esta situação à ASAE.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com