Artista brasileiro faz as honras de abrir o programa de 136 filmes no calendário do Azores Fringe Festival. Samba & Jazz de Jefferson Mello é a única longa-metragem a ser apresentada, este ano.

O extenso programa da sétima arte focou-se nos shorts@fringe nesta quinta edição do festival internacional de artes, para dar mais oportunidade de participação e também abranger mais audiências, com apresentações em várias ilhas.

Samba & Jazz foi filmado nas cidades do Rio de Janeiro (Brasil) e de New Orleans (EUA), retratando toda a afinidade que há entre as duas cidades. Por meio das gravações de rodas de samba, clubes de Jazz, Carnaval e de entrevistas, o filme evidencia que, além da semelhança entre o Jazz de New Orleans e o Samba Carioca, há também, similaridade nas casas de shows, entre o negro do norte e o do sul e, entre vários costumes adotados pelos dois povos.

Jefferson Mello foi fotógrafo de moda, de publicidade e de música durante 20 anos. É autor de inúmeras capas de CD’s, realizador de filmes publicitários, catálogos de moda e do livro “Os Caminhos do Jazz”, no qual viajou pelo mundo atrás de histórias sobre este género musical, para que os leitores pudessem seguir, passo a passo, os caminhos do estilo musical: do seu surgimento até a atualidade.

O livro foi a fonte de inspiração para criar o roteiro do primeiro documentário que dirigiu: Samba & Jazz.

O realizador estará presente na noite de terça-feira 30 de maio, pelas 21h no Auditório da Madalena, Pico.

Este evento possível com a parceria do Projecto +Jazz, a acontecer na ilha Terceira, neste último fim de semana de maio e a Câmara Municipal da Madalena.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com