A Porto Business School lançou, recentemente, uma iniciativa, com o intuito de atrair o talento português e lusodescendente. “Uma Business School portuguesa, com certeza” é o mote da campanha, que oferece condições especiais aos portugueses ou lusodescendentes residentes no estrangeiro que queiram frequentar um MBA.

Segundo Patrícia Teixeira Lopes, associate dean da Porto Business School, “hoje mais do que nunca, as nossas escolas de negócios estão preparadas para dar opções flexíveis aos alunos, quer através do ensino remoto e flexível, quer através do ensino presencial, com turmas internacionais. Acreditamos que a nossa obrigação é criar condições, para que os nossos emigrantes e os seus filhos possam manter uma relação próxima ao seu país de origem”.

Neste seguimento, este estabelecimento de ensino acredita que motivar a comunidade da diáspora portuguesa a apostar na sua capacitação, é uma forma clara de atrair o talento português e lusodescendente, a usufruir de uma rede de oportunidades incomparável. “Esta é uma forma, não só, de aproximar a diáspora a Portugal, mas também os membros desta comunidade entre si, independentemente dos países em que se encontram”, sublinhou a Porto Business School.

“Somos uma escola triplamente acreditada e estamos entre as 50 melhores escolas de negócios do mundo, segundo o Ranking do Financial Times. Temos sido reconhecidos internacionalmente pela qualidade da nossa formação executiva, pelo que estudar na Porto Business School é, sem dúvida, uma opção benéfica para qualquer pessoa que procure formação de excelência”, enalteceu Patrícia Teixeira Lopes.

Esta campanha aplica-se ao International MBA e ao Digital MBA e dará acesso a um desconto exclusivo de 20% no investimento em programas, que promovem o desenvolvimento ou aprofundamento de conhecimentos e competências em gestão, liderança, comunicação, transformação digital, modelos de negócio e sustentabilidade. “Acreditamos que esta iniciativa irá promover laços, extremamente, profícuos entre a comunidade da diáspora e o tecido empresarial português”, salientou a associate dean da Porto Business School.