No passado dia 25 de junho, Luís Garcia, presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA) esteve presente na apresentação da 33ª Regata da Autonomia que, neste ano, ligará as ilhas de São Miguel, Terceira e Faial. Luís Garcia enalteceu o “carácter pedagógico” da Regata e sublinhou que esta dá “corpo àquele que é um dos principais desígnios da Autonomia Regional: unir as nossas ilhas e construir uma região mais coesa e unida”. O evento organizado anualmente pelo Clube Naval da Horta, em parceria com o Clube Naval de Ponta Delgada, o Angra Iate Clube e o Clube Náutico de Angra do Heroísmo mereceu o reconhecimento do presidente da ALRAA pela iniciativa e dedicação entregues. O presidente aproveitou ainda para agradecer “a todos os parceiros desta Regata da Autonomia, como os clubes navais, as Câmaras Municipais e outros, que em cada ilha onde ela toca se tornam essenciais no seu apoio”.

O presidente da ALRAA afirmou que a Atlantis Cup é “uma regata que já se tornou, de certa forma, uma marca da própria Autonomia” e que “os velejadores que nela participam, ano após ano, são para nós um exemplo a seguir, rumando na direção certa, sem desistir perante as adversidades”. Na visão de Luís Garcia, “este ano há ainda mais uma razão para festejar e celebrar em grande”, referindo-se ao 75º aniversário do Clube Naval da Horta, a “instituição mais antiga do que a própria Autonomia”. O presidente da ALRAA referiu ainda que “existem mesmo poucas instituições que se podem orgulhar de tão brilhante contributo nestes domínios, sendo importante não nos esquecermos disso” e fez votos para que “continuemos a contar com o seu exemplo e dinamismo”. Entre os dias 1 e 7 de agosto, a 33ª Atlantis Cup – Regata da Autonomia vai para o mar, partindo de Ponta Delgada, em São Miguel, com destino a Angra do Heroísmo, na Terceira, depois seguirá para a Horta, no Faial.