Chega hoje ao fim a grande maratona policiária iniciada em maio do ano passado, com a publicação dos resultados das propostas de solução apresentadas ao último enigma do torneio de decifração “Solução à Vista!” e da pontuação atribuída àquele original de Detetive Jeremias no âmbito do concurso de produção “Mãos à Escrita!”, que fecham as respetivas classificações.

E, feitas as contas, os vencedores são… Detetive Jeremias como solucionista e Búfalos Associados enquanto produtores! No torneio de decifração, a primeira disputou taco-a-taco a vitória com Daniel Falcão, num animado confronto que originou sucessivas soluções de grande criatividade, bastante imaginativas e pormenorizadas, durante as nove provas, dificultando desta forma o processo de atribuição de pontuação do orientador da secção. A fechar o pódio deste torneio, Bernie Leceiro confirmou o seu excelente momento de forma como solucionista.

No caso do concurso de produções, o enigma vencedor (“A Lógica não é uma Batata”, de Búfalos Associados) cedo se distanciou dos seus concorrentes, com uma média de 7,90 pontos atribuída pelos solucionistas e orientador da secção, sendo “incomodado” apenas à oitava jornada pelo enigma de Bernie Leceiro (“O Dia em que Méno Rock Morreu”), que ficou a uma décima da liderança da competição, relegando para a terceira posição do pódio o enigma (“Contas Desajustadas”) do saudoso confrade Verbatim. Mas vejamos então a solução do enigma que fechou as nossas competições e como ficaram os respetivos quadros classificativos finais:

TORNEIO “SOLUÇÃO À VISTA!”        

Solução da Prova nº. 9                    

“Fiasco”, de Detetive Jeremias

Cada um de nós tem uma forma distinta e muito própria de imaginar o ambiente, os acontecimentos e as pessoas. No entanto existem aspetos ligados aos acontecimentos, mais ou menos relevantes, que constituem uma realidade comum a todos os leitores deste caso.

Luísa Lourenço, a mulher cuja casa foi invadida, recebeu bilhetes para um espetáculo facilmente identificável, quando é tomado em consideração a data, o local e a designação de Grande Final. Trata-se do Festival Eurovisão da Canção.

É também claro que a oferta dos bilhetes não passou de um esquema de um mariola para deixar a habitação sem ninguém o tempo necessário para procurar o dinheiro resultante do negócio da venda dos pinheiros.

As “Reflexões” dos diferentes personagens correspondem aos seus pensamentos íntimos e, por isso mesmo, espelham a verdade. Não há contradições entre os intervenientes, Luísa, a vítima, Lina, a prima e o velho Tripeça que roça as silvas. Todos coincidem nas suas reflexões, até mesmo o insuspeito cão Piloto, cuja conivência foi assegurada com um osso avantajado.

Quanto aos dois possíveis suspeitos, identificados como “Personagem E” e “Personagem F” é evidente que o primeiro, apesar do seu passado, não pode ser o culpado porque sabe qual é o local onde Luísa guarda o dinheiro – a lata do café. Por outro lado, o “Personagem F” revela mentalmente o esquema que delineou para poder ficar com o dinheiro da vítima.

Na verdade, só a resposta dos exames periciais poderá identificar o culpado, mas se me baseasse nos nomes apostava no Tó Pichelingue para o “Personagem E” e no Nélson Miolos para o “F”.

Pontuação e Classificação Final

A maioria dos concorrentes do nosso torneio de decifração não teve grandes dificuldades em concluir “quem era quem” no enigma da autoria de Detetive Jeremias e em reconstruir tudo o que se terá passado naquele dia 12 de maio de 2018, mas alguns deles sofreram “escorregadelas” inesperadas e aparatosas. Uns confundiram o cão de Luísa Lourenço (“Olá… Cheira-me a alguém. Ena pá! Grande osso!”) com uma hipotética vizinha desta, o que lhes valeu a perda de dois pontos. E outros esqueceram-se de identificar o evento programado para o Parque das Nações que levou as primas Luísa e Lina a ausentarem-se do lugar conhecido como Casalinho dos Cadimas, o que acabou por custar-lhes um ponto! E entre estes estão alguns dos nossos mais experimentados solucionistas. Tais factos levam-nos a repetir de novo o velho conselho de… leituras atentas dos enigmas, para uma melhor e mais correta interpretação dos seus enunciados.

1º. Detetive Jeremias (84+10): 104 pontos;

2º. Daniel Falcão (84+8): 102 pontos;

3º. Bernie Leceiro (83+13): 96 pontos;

4º. Ariam Semog (81+12): 93 pontos;

5º. Zé de Mafamude (81+9): 90 pontos;

6ºs. Inspetor Mucaba (78+10), Madame Eclética (78+10) e Ma(r)ta Hari (78+10): 88 pontos;

9º. Rigor Mortis (77+9): 86 pontos;

10º. Bigode (74+11): 85 pontos;

11ºs. Chico de Laborim (73+10), Gomes (75+8) e Inspetor Guimarães (73+10): 83 pontos;

14ºs. Carlota Joaquina (72+10), Charadista (72+10) e Pena Cova (72+10): 82 pontos;

17ºs. Beira Rio (71+10), Broa de Avintes (71+10) e Chico da Afurada (72+9): 81 pontos;

20ºs. Arc. Anjo (70+10), Bota Abaixo (70+10) e Inspetor Madeira (71+9): 80 pontos;

23ºs. Abrótea (72+7), Detetive Bruno (69+10), Haka Crimes (70+9), Holmes (71+8), Necas (70+9) e Talismã (70+9): 79 pontos;

29ºs. Martelo (68+10) e Santinho da Ladeira (69+9): 78 pontos;

31ºs. Mascarilha (67+9), Solidário (68+8) e Vitinho (68+8): 76 pontos.

CONCURSO “MÃOS À ESCRITA!”      

As avaliações feitas ao enigma “Fiasco”, de Detetive Jeremias, resultaram numa pontuação média final de 7,40 pontos, que quase o levaram ao pódio. Duas magras décimas remeteram-no para a quarta posição da classificação, à frente de meia dezena de outros problemas policiários de inegável qualidade, que ficaram a menos de um ponto dos lugares cimeiros com direito a prémio.

1º. “A Lógica não é uma Batata”, de Búfalos Associados: 7,90 pontos;

2º. “O Dia em que Méno Rock Morreu”, de Bernie Leceiro: 7,80 pontos;

3º. “Contas Desajustadas”, de Verbatim: 7,40 pontos;

4º. “Fiasco”, de Detetive Jeremias: 7,20 pontos;

5º. “As 3 Poltronas”, de Rigor Mortis: 7,10 pontos;

6º. “Ida ao Teatro”, de Bigode:7,00 pontos;

7º. “Camarada Tempicos”, de A. Raposo: 6,90 pontos;

8º. “O Enforcamento do Vigilante”, de Daniel Gomes: 6,80 pontos;

9º. “Um Regresso do Outro Lado”, de Abrótea: 6,60 pontos.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com