Que nos últimos cinco anos foram criados mais de 12 mil Empregos nos Açores, é um facto, não é uma opinião! O aumento substancial do emprego e, por conseguinte, a respetiva redução da taxa de desemprego nos Açores – para níveis inferiores à média do país -, só é possível graças ao esforço dos empresários e dos trabalhadores. Os Açorianos nunca desistiram e souberam aproveitar as políticas públicas de fomento do emprego e de crescimento económico, criadas pelo Governo Regional dos Açores, apoiado no parlamento pelo Partido Socialista.

Não basta dizer que “quem cria emprego são as empresas”. Para criar emprego é necessário criar condições para atrair investimento e criar riqueza e, neste âmbito, o Governo dos Açores tem sido exemplar.

Temos o nível de impostos mais baixo do país e um dos mais baixos da Europa!
Temos os melhores sistemas de incentivos ao investimento e à contratação de recursos humanos!

Mas, mais importante ainda, os nossos Empresários e Trabalhadores têm arriscado e gerado valor acrescentado para a nossa economia, e superado, com sucesso, os desafios que lhes são colocados diariamente.

O sucesso desta relação tripartida entre as entidades públicas, as empresas e os trabalhadores, tem sido o “motor” que gera confiança e alavanca a nossa economia. Os desafios futuros, ao nível do emprego nos Açores, passam pela contínua redução do número de desempregos, mas sobretudo pela criação de mais e melhor emprego!

Felizmente, a Região vive hoje um novo ciclo de crescimento económico, o que permite encarar o futuro com confiança e com os meios necessários para realizar, com sucesso, a reforma do Setor Público Empresarial Regional, de forma a otimizar recursos e a garantir a manutenção de serviços públicos essenciais e de qualidade, que sirvam os Açorianos.

Esta é a nossa missão: gerir de forma eficiente e eficaz os, limitados, recursos púbicos, de forma a servir os Açorianos com mais e melhores serviços públicos, nomeadamente na saúde, na educação, no apoio social, nos transportes e nas infraestruturas.

Os mais de 12 mil empregos criados na Região nos últimos cinco anos (dos quais 5.136 dizem respeito a trabalhadores e 6.927 a trabalhadoras), foram mais expressivos no setor secundário (+17%) em particular na construção e na indústria; seguindo-se o setor terciário ou de serviços (+12%) e o setor primário (+4%), onde se inclui a agricultura e as pescas.

No mesmo período, registamos uma redução, para mais de metade, da taxa de desemprego (de 18% para 8,3%) e da população desempregada (-9.320 desempregados), aos quais acresce, ainda, o aumento da população ativa em mais 2.743 pessoas.

 

 

 

Carlos Silva
casilva@alra.pt
Deputado eleito pelo Partido Socialista na ALRAA

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com