A Mercadona e a Associação Portuguesa de Celíacos (APC) lançaram um livro infantil sobre a doença celíaca. Esta doença, relacionada com uma reação do organismo ao glúten, condiciona os que sofrem dela na escolha dos alimentos na hora das compras. Este livro é uma forma divertida, e em linguagem apropriada, de ensinar aos mais novos a conviver com a doença no seu dia a dia, ensinando-lhes a importância da leitura dos rótulos. A Mercadona, desde 2005, que tem um selo próprio nos seus produtos sem glúten, que são mais de 750 nas suas lojas em Portugal.

 

 

A Mercadona tem um compromisso assumido com a comunidade celíaca, cimentada até pelo acordo assinado com a Associação Portuguesa de Celíacos (APC), nas quais se compromete a desenvolver ações conjuntas relativas ao consumidor celíaco e aos seus familiares. A doença celíaca baseia-se, no fundo, numa reação do organismo ao glúten, e que pode assumir muitas formas, desde diarreia, anemia, perda de peso, entre muitas outras reações e normalmente é detetada numa fase inicial de vida, quando as crianças começam a ingerir alimentos com este componente, como o pão, por exemplo.

Uma materialização desta parceria é o livro “O Bando dos Celíacos – Aventuras com Barrigas Felizes”. Este livro conta a história de quatro crianças que têm doença celíaca e que aprendem a viver o seu dia a dia com normalidade, aprendendo a ler rótulos e descobrindo formas de viver com esta condição e evitando percalços resultantes de uma má alimentação. A ideia é que de uma forma informal e divertida, através deste livro com uma linguagem adaptada ao público infantil, os pais possam ter um suporte para explicar aos filhos como conviver com a doença ao longo da vida.

“Este livro explica de uma forma lúdica, através de um conto, aos mais novos o que é o glúten, a Doença Celíaca e como lidar com ela. Ao mesmo tempo também é uma importante ferramenta para ajudar os pais no processo explicativo, facilitando a comunicação com os filhos e aceitação por ambos da condição de saúde que, até ver, é para a vida”, disse Mafalda Carvalho, presidente da Associação Portuguesa de Celíacos. Já Ana Carreto, diretora de Relações Externas Centro de Portugal e Associações de Consumidores destaca que: “A Mercadona mantém firme o compromisso que assumiu junto a este coletivo de consumidores, há mais de 20 anos em Espanha e atualmente reforçado em Portugal. A criação de projetos como este ajuda-nos a concretizar os nossos objetivos na promoção da sensibilização dos diferentes aspetos relacionados com a doença celíaca e o acesso dos consumidores à informação sobre a mesma”.

Estima-se que esta doença afete entre um a três por cento da população portuguesa. A Associação Portuguesa de Celíacos fala em apenas 10/15 mil casos diagnosticados no país, mas o número poderá rondar os 70/100 mil doentes, uma vez que se trata de uma doença “subdiagnosticada”.

O livro encontra-se disponível para download nos sites www.celiacos.org.pt e da www.mercadona.pt e será distribuído juntamente com a revista da Associação Portuguesa de Celíacos, Sem Glúten n.º 57. A partir do primeiro dia do mês de dezembro, e até ao final do ano 2021, todos os novos sócios, com idade até aos 12 anos, irão receber este livro com a sua inscrição.

Para reforçar ainda mais este compromisso com a sociedade, e essencialmente, com os doentes celíacos, a Mercadona trabalha para oferecer uma variedade de produtos, em todas as categorias, e também na vertente sem glúten. Ao todo, em Portugal, são mais de 750 os produtos à venda na Mercadona  sem glúten, e estão todos claramente identificados nas embalagens através de um selo exclusivo. Este selo é usado desde 2005, e foi mais uma medida para facilitar a vida, e o ato das compras, aos celíacos.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com