A Mercadona abriu a sua 31ª loja em Portugal, no passado dia 3 de maio, na Póvoa de Varzim, assumindo o compromisso de doar, diariamente, bens de primeira necessidade à Casa do Regaço, Centro de Acolhimento Residencial de Crianças e Jovens em Perigo da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa desta localidade. Este supermercado foi, ainda, o segundo dos dez previstos para o presente ano no país e o primeiro da retalhista espanhola na cidade.

 

 

Para dar continuidade ao seu projeto de expansão em Portugal, a Mercadona inaugurou, no passado dia 3 de maio, na Póvoa de Varzim, a sua 31ª loja em Portugal. Este é o segundo dos dez novos supermercados previstos para 2022 no país e situa-se na Rua Comendador Francisco Quintas Nº500, assumindo-se como sendo a primeira loja da cadeia na cidade.

Segundo a retalhista espanhola, esta trata-se de uma loja com uma área de vendas de 1900 metros quadrados, com secções de Talho, Charcutaria, Peixaria, Pastelaria e Padaria, Perfumaria, Frutas e Legumes e Pronto a Comer, tendo, ainda, 210 lugares de estacionamento, dois deles destinados ao carregamento de veículos elétricos.

Um dos compromissos que a Mercadona mantém com a sociedade é partilhar parte do que dela recebe. Com este objetivo, a empresa desenvolve o seu Plano de Responsabilidade Social, no qual estão inseridas as doações alimentares.

Deste modo, esta nova loja doa, diariamente e desde o primeiro dia, bens de primeira necessidade à Casa do Regaço, Centro de Acolhimento Residencial de Crianças e Jovens em Perigo da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa da Póvoa de Varzim.

Esta instituição, que tem quase vinte anos de existência, acolhe, atualmente, 22 menores, com idades compreendidas entre os 7 e os 21 anos, provenientes deste concelho e de outras cidades do distrito do Porto e tem como principal missão proporcionar às crianças acolhidas, a satisfação de todas as suas necessidades básicas e condições de vida, disponibilizando os recursos essenciais ao seu desenvolvimento pessoal, social e profissional. Assim, as doações de bens de primeira necessidade realizadas pela cadeia espanhola, servem, acima de tudo, para preparar as refeições diárias para estas crianças, promovendo o seu bem-estar.

Neste âmbito, Luísa Tavares Moreira, presidente da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa da Póvoa de Varzim, afirmou que “a Mercadona é um forte parceiro da Delegação da Cruz Vermelha da Póvoa de Varzim, no apoio à Casa do Regaço (Centro de Acolhimento Residencial de Crianças e Jovens em Risco) e às famílias mais carenciadas do concelho. Este gesto, tão solidário, reflete bem a preocupação da Mercadona com os mais desfavorecidos”.

Por conseguinte, a diretora de Relações Externas da Mercadona no Distrito do Porto, Joana Ribeiro, sublinhou que “estamos muito orgulhosos desta colaboração com a Casa do Regaço, quer pela sua missão, quer pela ajuda que presta diariamente a crianças e jovens em risco. É muito importante salientar a importância do trabalho que realizam na comunidade em que estão inseridos e da qual, a partir de agora, com a abertura desta loja na Póvoa de Varzim, a Mercadona faz parte, enquanto empresa socialmente responsável. É gratificante podermos dar o nosso contributo à população local, fazendo chegar bens essenciais a quem mais necessita”.