Embora se fique sempre com o receio que tudo possa voltar à estaca “zero”, dada a fragilidade da forma como assunto tem sido abordado, o Golfe da Quinta do Fojo, em Canidelo (VN Gaia), acaba de retornar à competição e fê-lo com a disputa de um Pro-Am, um torneio com formações de quatro elementos, um dos quais (o mais credenciado) assume o estatuto de Profissional. Estas iniciativas têm também a função de mobilizar o máximo de concorrentes que o campo possa comportar. Por isso, tratou-se de uma iniciativa que já se tornou um hábito nos torneios de profissionais, por proporcionar aos jogadores amadores a concretização de um sonho, que é jogar ao lado de Profissionais e aprender o segredo de certos lances com maior exigência técnica na execução.

Ex-campeão Paulo Castelo triunfou com quatro acima

Relativamente à competição propriamente dita, a vitória mais significativa pertenceu ao antigo campeão do clube, Paulo Castelo, que cumpriu o percurso com o “score” de 64 pancadas para um par de 60, mas o vencedor conseguindo mesmo reduzir uma pancada ao seu nível de jogo, visto ter actualmente uma bonificação de quatro pancadas, embora nesta modalidade o “handicap” seja visto apenas como factor de referência, porque em nada interfere no apuramento classificativo por que se rege a alta competição. Na sua performance individual, Castelo cumpriu o percurso com 14 pares e quatro “bogeys”, enquanto Carlos Pinto Dias, que já foi vice-campeão do clube, alcançou isolado a segunda posição, gastando mais duas pancadas (66), com uma performance de 12 pares e seis “bogeys”, exibindo-se precisamente no patamar do seu nível jogo. Quanto aos 3º e 4º classificados – Luís Mesquita Guimarães Jr e Francisco Serrano, por sinal dois jogadores de bonificação “8”, tiveram ambos uma performance dentro dos seus atributos técnicos, completando o percurso com 68 pancadas cada (+ 8), à frente de dupla Vitor Mota e Nelson Conceição, que fecharam o “top-six” com a marca de nove acima, isto é, (+9), que é a expressão do seu nível de jogo em torneios bonificados.

Falando da modalidade bonificada “stableford-net”, o vencedor foi Nelson Conceição que alinhou à partida com 12 de “handicap” e alcançou nos 18 buracos a marca dos 39 pontos, mais dois que o trio formado por Hélder Lopes, Carlos Pinto Dias e Paulo Castelo, que somaram 37. Quanto aos restantes posicionados até ao “top-ten”, figuram na tabela Mesquita Guimarães Jr. Francisco Barroco e Francisco Serrano, todos com 36; Francisco Machado, com 35, Vitor Mota com 34 e Diogo Lopes, com 33. No plano feminino, Maria Miguel Pinho foi a melhor classificada, com 31 pontos, seguida da actual campeã do clube, Isabel Barbosa (30), Eugénia Magalhães (25) e Paula Marques (20). Ainda assim, a participação do elemento feminino nas competições não deixa de constituir um bom incentivo no seio de uma instituição que ostenta no seu palmarés um título de Campeão Nacional.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com