Ameaça de nova descida no preço do leite levou Unileite a denunciar contrato com Prolacto. Em causa está, segundo Pedro Tavares, presidente do conselho de administração da Unileite, assegurar e defender os interesses dos produtores micaelenses.

 

 

A Unileite denunciou o contrato de venda de leite que mantém com a Prolacto, devido à intenção de reduzir o preço pago aos produtores. Pedro Tavares, presidente do Conselho de Administração da Unileite, revelou que optou por denunciar o contrato em vigor, para defender e assegurar os interesses dos produtores micaelenses.

Para esta decisão, “pesou a necessidade de assegurar os superiores interesses da lavoura micaelense. Não podemos estar sujeitos e subjugados aos interesses de investidores que estão apenas focados em multiplicar as receitas dos seus investimentos, sem qualquer solidariedade para os que atravessam momentos de maior fragilidade, como é o caso dos produtores e das suas famílias”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da Unileite, ressaltando que “lamentavelmente, os desacordos tornaram-se frequentes com ameaças, por parte da Prolacto, de baixas do preço do leite, assim como com tentativas de negociações com associadas da Unileite, no intuito de dividir, fragilizar e condicionar a posição da Unileite”.

“Em abril de 2020 a administração da Prolacto impôs uma baixa do preço de leite, tendo na altura como argumento a retração dos mercados. Mais recentemente, apesar dos mercados industriais já registarem uma retoma, propuseram nova redução, desta vez a aplicar nos terceiro e quarto trimestres de 2021. Nesta senda de tentativas de baixar o preço à produção, foi proposta nova baixa de preço médio de aquisição, agora para 2022”, revelou Pedro Tavares, frisando que “mesmo que a decisão acarrete novos desafios para esta cooperativa, decidimos denunciar o contrato”.

A Unileite assegurava a entrega de vários milhões de litros de leite anualmente e estabelecia um acordo para a seleção e segregação de produtores obrigados a cumprir meticulosamente um conjunto de regras apertadas, no âmbito da qualidade, uma vez que esta indústria tem como um dos seus mercados, a nutrição infantil.

A denúncia do contrato, por parte da Unileite implicou o términus das condições do contrato em vigor com a Prolacto, proporcionando-se, assim, uma nova etapa para avançar com negociações de um novo acordo comercial.

Pedro Tavares reconheceu ser urgente proceder a uma subida do preço do leite, para aumentar o rendimento dos produtores e revelou estar confiante no movimento cooperativo.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com