A Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo (ASSIC) realizou, no passado dia 20 de dezembro, nas instalações do Rancho Folclórico de Canidelo, uma festa de Natal que contou com a presença de Maria José Gamboa, presidente da Junta de Freguesia de Canidelo, e de Olívia Rito, em representação de Marina Ascensão, vereadora do pelouro da Ação Social da Câmara Municipal de Gaia.

A festa de Natal da Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo (ASSIC) surpreendeu o público com a performance musical e dançante dos idosos que frequentam o Centro de Convívio da instituição e com o concerto da banda Semana e Meia.

Joaquim Seara Fernandes, presidente da direção da ASSIC, enalteceu ao AUDIÊNCIA que a relevância desta comemoração é “celebrar o Natal com os nossos idosos”, porque “os nossos idosos não poderiam deixar passar esta quadra sem eles mesmos atuarem e esta é a forma de nós celebrarmos o Natal com os nossos idosos e com a respetiva família, porque a família também foi convidada” e “eles ficam totalmente entusiasmados quando demonstram aquilo que conseguem fazer”.

O presidente da direção da Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo explicou ainda que festa não se realizou “nas nossas instalações, por causa da inundação que tivemos no dia 19 de outubro e, portanto, tivemos de a fazer aqui nas instalações do Rancho Folclórico de Canidelo”.

A celebração da quadra natalícia contou com a presença de Maria José Gamboa, presidente da Junta de Freguesia de Canidelo, que sublinhou que “a importância é a importância dos compromissos que nós temos de ter com as instituições e com o tipo de pessoas que elas acompanham e que apoiam e por outro lado, para além do compromisso, é a solidariedade que é preciso ter com as pessoas. Esta é uma época muito complicada, muito difícil para a maioria das pessoas e, portanto, com a racionalidade que é possível nós temos que lhes vir dizer que, para nós, é o ano todo. Mas hoje é um dia um bocadinho especial porque é um dia de festa e nós tentamos acompanhar as festas de perto”, acrescentando que “cada uma destas pessoas tem um histórico atrás, a história da sua família, das suas dificuldades e a instituição responde a cada um conforme estas necessidades e esta proporcionalidade e, por isso, o sentido de nós termos a absoluta realidade na mão é absolutamente importante por uma questão de nós conseguirmos fazer uma previsão do apoio às necessidades com realismo e não um apoio de fantasia fora do contexto real da vida das pessoas”.

Também Olívia Rito participou nesta festa, em representação de Mariana Ascensão, vereadora do pelouro da Ação Social da Câmara Municipal de Gaia, e aproveitou a ocasião para felicitar a direção “por esta iniciativa e por esta resposta social, de criarem com todas as dificuldades que têm tido, com toda a luta que têm tido este centro onde as pessoas encontram carinho e respostas para muita da sua solidão e para os apoios que necessitam. Esta é uma instituição de carinho, de amor e que tem crescido com muita dificuldade, mas espero que no futuro consigam superar algumas dessas dificuldades”.

Joaquim Seara Fernandes destacou ainda os desejos e ambições para o ano de 2020. “A Associação tem como objetivo colocar a funcionar o Centro de Dia, que não temos, nós agora estamos com o Centro de Convívio, e o Serviço de Apoio Domiciliário”, mencionou o presidente da direção da ASSIC, revelando que “nós estamos a terminar as obras das nossas instalações. A Câmara Municipal de Gaia aprovou um orçamento para reparar o que o temporal estragou no dia 19 de outubro. Nós começamos ontem as obras e esperamos que dentro de três meses já estejam concluídas. Em abril vamos comemorar o nosso aniversário e nós queremos celebrar a nossa festa nas nossas instalações. O valor total das obras no início era 150 mil euros, neste momento vamos gastar mais 95 mil, valor que vai ser comparticipado pela Câmara Municipal de Gaia e pela Junta de Freguesia de Canidelo”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com