Há muito que a população de Canelas sentia a necessidade de um espaço com serviços de apoio à comunidade bem como um espaço cultural. Agora, isso vai ser realidade com a finalização da construção do Fórum de Cidadania. Também a zona envolvente e o coreto estão a ser alvo de requalificações por parte da Câmara Municipal de Gaia.

 

A construção do edifício do Fórum de Cidadania de Canelas está a decorrer a bom ritmo e a conclusão do mesmo está prevista já para o final de março. Este é um investimento da Câmara Municipal de Gaia, que ronda os 930 mil euros e que inclui ainda arranjos exteriores na área envolvente, como a requalificação de passeios e jardins da avenida Alves de Oliveira.

A autarquia apostou na construção deste novo equipamento para servir a população, quer do ponto de vista de serviços de apoio à comunidade, quer no contexto do desenvolvimento de atividades culturais, duas áreas em falta numa freguesia com 13.459 habitantes. Desta forma, o Fórum de Cidadania de Canelas irá contar com uma sala comunitária apta à realização de exposições, conferências e diferentes eventos culturais e sociais, apoiados por bastidores técnicos, copa, sanitários e arrumos de equipamentos e mobiliário.

Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, destaca que “Canelas é uma freguesia repleta de associações ligadas ao teatro e a outras artes que têm de procurar salas fora da esfera municipal para realizar as suas apresentações”. “Este novo espaço terá todas as condições técnicas para espetáculos e outro tipo de eventos, tal como já está a acontecer em vários pontos do concelho, quer graças a construções, quer graças à reabilitação de salas ou edifícios já existentes”, acrescenta.

Paralelamente, está também a decorrer a obra de conservação e restauro do Coreto de Canelas, um investimento de cerca de 128 mil euros, cuja conclusão está, igualmente, prevista para o mês de março. Localizado junto ao jardim de S. João, trata-se de um importante e emblemático bem patrimonial de Gaia, estando classificado como Imóvel de Valor Concelhio. O restauro pretende preservar este exemplar de arquitetura cultural e recreativa do início do século XX, de uma linguagem revivalista, neoárabe e com elementos de Arte Nova, com uso de técnicas, materiais, meios e metodologias que visam a correta preservação dos bens, prolongando a sua integridade material e não deturpando ou eliminando marcas da passagem do tempo.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com