A XV Gala AUDIÊNCIA distinguiu 23 personalidades e instituições que se destacaram ao longo do ano de 2019 e agraciou ainda o vencedor do III Concurso da Francesinha, que foi promovido por este órgão de comunicação social. No final do evento, os premiados deixaram um testemunho sobre a importância e o significado do troféu recebido.

Manuel Pereira da Silva, presidente do Rancho Folclórico e Cultural de Nossa Senhora do Monte, Troféu Dedicação 2019

“Para mim é uma honra extraordinária receber este Troféu. Foi preciso vir aos Açores para ser reconhecido por um trabalho que eu entendo que tem sido árduo. Portanto, eu estou muito sensibilizado, estou muito feliz por este momento, porque é um momento que me marca a vida e que me dá mais força para continuar”.

“Foi uma dedicação autêntica que eu tenho dado ao Rancho e este Troféu tem imenso valor para mim, considerando o Jornal e as pessoas que entregaram o Troféu, pela forma como eu me tenho dedicado ao folclore. Isto mexe sempre connosco, porque 34 anos passam ao lado de muitas coisas e, no fundo, eu sinto uma honra extraordinária em receber este Troféu, que tem muito valor e é muito importante para mim”.

Fernando Caldeira, antigo empresário e fundador da Quinta da Boucinha, Troféu Vida 2019

“Para mim tem muita importância olhando à amizade que eu tenho com o senhor Ferreira Leite. Eu vim cá sem saber que ia ser agraciado, mas vim com muito gosto e fui surpreendido. Eu tive alguns problemas, tive um enfarte e dois Acidentes Vasculares Cerebrais e tive muita sorte em não ter ficado pior”.

“Eu senti-me muito feliz, pela simpatia do senhor Joaquim Ferreira Leite, estou-lhe muito grato e foi com muito gosto que eu recebi este Troféu”.

Dário Silva, presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Douro, Troféu Associativismo 2019

“Um reconhecimento, sem dúvida, importante, vindo do AUDIÊNCIA, que tem 15 anos de trabalho e de reconhecimento das várias entidades e das várias personalidades do concelho quer de Vila Nova de Gaia, quer da Trofa, quer da Ribeira Grande. Este é, sobretudo, um prémio que não é destinado, em si, ao Dário Silva, mas que eu gostaria que representasse o esforço histórico de todos os dirigentes associativos que dia após dia, sacrificando a sua vida pessoal, constroem um bocadinho em prol dos outros. É sobretudo isto o que eu gostaria de deixar ficar, é um prémio dedicado a todos os dirigentes associativos”.

“Eu acho que, apesar de tudo, tenho um passado, com algum orgulho, naturalmente, que contempla diferentes áreas por onde eu tenho passado no associativismo, desde as mutualidades, desde atividades culturais, desde a fundação de associações de pais, desde a política, ou seja, eu tenho tido um passado com algum orgulho de serviço e, apesar de tudo, creio de boa imagem de serviço por todas as entidades por onde tenho passado, portanto eu acho que isso, de alguma forma, me deixa orgulhoso por este reconhecimento”.

Valentim Miranda, presidente da direção do Clube Fluvial Portuense, Troféu Desporto 2019

“Eu sinto que este Troféu não é do Valentim Miranda, mas é daquela juventude que dia após dia faz a sua formação, porque eu sou presidente de um clube que tem como objetivo principal a formação do Homem. E considerando a formação do Homem sinto-me feliz por dia após dia termos um número cada vez maior de atletas e que esses mesmos atletas conseguem objetivos escolares elevados, pelo facto de praticarem desporto e serem acompanhados pela nossa direção, porque nós queremos fazer deles o futuro de amanhã”.

“Este é, sem dúvida, um Troféu muito importante pela razão simples de estar ligado entre as duas margens quer do Porto, quer de Gaia, através de um rio que não divide, que une, e, portanto, o Fluvial tem instalações dos dois lados. Como tal, o nosso grande Porto tem esse privilégio e, depois, esta saída até aos Açores, onde o mar nos une e faz de todos nós uma família, faz com que este seja um prémio gratificante pela razão da ligação entre os povos, entre as culturas nacionais, que muito devemos valorizar”.

José Carlos Leitão, Chanceler presidente da Confraria da Pedra da Madalena, Troféu Solidariedade 2019

“Senti uma enorme gratidão, uma enorme emoção, porque considero que isto é um agradecimento não à Confraria da Pedra, mas a todos aqueles que connosco fazem solidariedade. E, portanto, é muito importante nós podermos ostentar mais um Troféu que, curiosamente, eu acho que é o terceiro do AUDIÊNCIA, eu tenho um a título individual, temos o Troféu Projetos & Ideias e agora recebermos o Troféu Solidariedade 2019 e eu confesso que este é o que me dá mesmo mais prazer. O AUDIÊNCIA ao premiar a Confraria da Pedra com este Troféu está, de alguma forma, a premiar quem nos ajuda a fazer solidariedade e, muito mais, aqueles para quem nós trabalhamos e para quem nós fazemos solidariedade, porque há muita gente a precisar e nós podemos dar o nosso contributo e, portanto, eu estou imensamente feliz e vou obviamente partilhar este Troféu com a minha rapaziada da Confraria, vou obviamente partilhar com os nossos amigos que nos ajudam tanto, porque nós temos quatro ou cinco amigos, como o Manuel Carvalho, da Taberninha do Manel, como a família Jaime Poças, como o Frei Fernando Ventura e outras pessoas que nos ajudam tanto e, portanto é para eles e para este grupo que nos faz andar que nós hoje temos que pensar e temos que elevar o nosso ego. Eu saio daqui com o coração cheio”.

“Obrigado ao AUDIÊNCIA, porque o AUDIÊNCIA conhece o trabalho que fazemos, mensalmente, naquelas tertúlias e, portanto, estou feliz, sinto-me um homem feliz e a Confraria da Pedra está feliz. Obrigado ao AUDIÊNCIA”.

Luís Lindo, Confrade-mor da Confraria da Carne Guisada da Maia, Troféu Tradição & Inovação 2019

“Senti um orgulho imenso, até porque nós não estávamos à espera de receber este Troféu, o qual agradecemos, desde já, em nome da Confraria da Carne Guisada da Maia ao senhor Joaquim Ferreira Leite e ao Jornal AUDIÊNCIA, mas senti um orgulho enorme. Senti um orgulho enorme porque aquilo que nós pensamos sobre a Confraria está a dar os seus frutos, que é transmitir às gerações vindouras aquilo que recebemos no passado e isto é que é o mais importante, que é para que nunca se esqueçam da boa gastronomia, porque a gastronomia é aquilo que nos faz sentir cada vez mais e estar cada vez mais próximos, porque, normalmente, é à mesa que nós conversamos, que as famílias se reúnem e, além disso, que à felicidade e eu espero que haja felicidade por estas casas todas e comida na mesa”.

Jaime Pacheco, músico e secretário da Sociedade Recreativa Filarmónica Santíssimo Salvador do Mundo, Troféu Filarmónica 2019

“Este Troféu representa todo o empenho e trabalho que afincadamente a Filarmónica tem feito ao longo destes 43 anos. Às vezes é difícil juntar todos os músicos em todos os ensaios, mas com muita vontade e com muito trabalho nós vamos conseguindo, de ano para ano, melhorar as condições da nossa filarmónica”.

“Acima de tudo, senti-me orgulhoso, orgulhoso pelo trabalho que a Filarmónica vai prestando à nossa comunidade e é sempre de louvar que a nossa instituição vai sendo sempre galardoada com troféus e nós esperamos que não fique por aqui”.

Álvaro Correia, em representação do filho, Rúben Pacheco Correia, proprietário do restaurante Botequim Açoriano, Troféu Ideias & Projetos 2019

“Eu acho que este acaba por ser um Troféu que vem colmatar o nosso trabalho e a divulgação dos produtos açorianos. Nós abrimos o Botequim Açoriano vai fazer quatro anos e estamos sempre prontos para recebermos os nossos clientes”.

“Nós ficamos muito orgulhosos por termos recebido este Troféu e pelas conquistas do Botequim Açoriano”.

Lucília Amorim, empresária, Troféu Sinal dos Tempos 2019

“Foi uma honra para mim, ainda mais vindo do senhor Joaquim Ferreira Leite, que é uma pessoa extremamente generosa e um homem que dá voz a quem não tem voz. Eu vim do continente, com muito gosto, para junto de vocês e para manifestar o meu agrado e todo o carinho que tenho pelo senhor Ferreira Leite e pela família”.

Ana Rego, presidente do Clube de Karaté Shotokan de Rabo de Peixe, Troféu Clube Desportivo 2019

“Este Troféu representa todo o trabalho que tem sido feito na formação dos atletas e é um orgulho, porque é sinal de que nós estamos a caminhar por um bom caminho e foi muito importante para nós”.

“Eu senti muito orgulho. Realmente foi uma honra vir aqui e receber este prémio. Claro que ficamos todos felizes, quem estava aqui presente, porque não estávamos à espera do prémio, mas eles merecem ser reconhecidos e saberem que estão a ter um bom empenho nas suas atuações”.

Gisela Rodrigues Paz, presidente da Junta de Freguesia da Conceição, Troféu Geração de Hoje 2019

“Realmente este Troféu diz-me muito. Eu fui apanhada completamente de surpresa, não tive a possibilidade de ter aqui as pessoas mais importantes, para poder partilhar este momento, mas obviamente que terão conhecimento. Eu quero agradecer este Troféu à minha Freguesia, à minha população, que em mim depositou confiança, porque diariamente eu trabalho em prol deles, dando o melhor de mim, junto com o meu executivo. É assim que eu pretendo continuar e é assim que eu pretendo dar o melhor de mim, para contribuir para uma melhor qualidade de vida dos nossos cidadãos, neste caso específico, dos cidadãos da Conceição”.

“Por um lado, realmente foi uma enorme surpresa para mim, por outro lado eu sinto que é um reconhecimento daquilo que se faz com o coração e que muitas vezes nós não nos apercebemos que existem outras pessoas que o reconhecem e isto só me dá mais força e vontade de contribuir”.

António Manuel Barbosa Ferreira, padre e diretor do Colégio de Gaia, Troféu Educação & Ensino 2019

“Senti uma enorme alegria por o AUDIÊNCIA, na pessoa do seu diretor, Joaquim Ferreira Leite, olhar para a instituição Colégio de Gaia, para uma instituição com 87 anos de vida, fundamentalmente, na educação e no desporto, no concelho de Vila Nova de Gaia e para nós é uma grande alegria reconhecerem todo o nosso trabalho feito ao longo destas décadas. Hoje sou eu que represento a instituição, mas olho para trás e nestes 87 anos, 81 foram dirigidos por colegas meus, por uma comunidade cada vez maior e é uma alegria muito grande para nós”.

“Eu senti uma tremenda alegria e sobretudo senti uma gratidão, uma gratidão que nós temos de reconhecer em quem olha para nós e para o nosso trabalho e eu julgo que o AUDIÊNCIA neste aspeto ajuda-nos muito. O AUDIÊNCIA olhou para nós e viu que nós somos uma instituição que faz bem, que tenta fazer a cada dia melhor em prol, fundamentalmente, dos mais novos, dos alunos, das suas famílias e isso para nós, tem acima de tudo e para mim, além da alegria, é sentir-me grato por esta atitude do AUDIÊNCIA”.

Renato Pinto Ribeiro, vereador da Câmara Municipal da Trofa, Troféu Instituição 2019

“Há dois anos atrás estive exatamente aqui, neste magnífico espaço cultural, no Teatro Ribeiragrandense, a receber, em nome da Câmara Municipal da Trofa e de todos os trofenses o Troféu Município do Ano, pela requalificação, entre muito trabalho que desenvolvemos, do centro da Trofa, que foi a obra de requalificação dos Parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro. Passados dois anos, regresso cá exatamente para receber o Troféu Instituição 2019, pela continuidade do trabalho que iniciamos há seis anos atrás, que foi a construção da Alameda da Estação, que é exatamente um prolongamento da requalificação dos Parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro. Nós em dezembro de 2019 lançamos a primeira pedra do edifício dos Paços do Concelho, porque a Trofa é, atualmente, o único município do país que ainda não tem um edifício dos Paços do Concelho e, portanto, daqui a dois anos estarei aqui para levar novamente este Troféu, porque a Trofa deixa de ser o único município do país sem Paços do Concelho. E, portanto, este Troféu significa e é um reconhecimento do trabalho que desenvolvemos diariamente, ano após ano, em prol de uma comunidade que possuí muitas carências e que mediante as nossas possibilidades, passamos a desenvolver no sentido de criarmos melhores condições de vida e de atrair e fixar as populações mais jovens. Nesse sentido, são estes reconhecimentos que nos dão força para ultrapassarmos as enormes dificuldades do nosso dia-a-dia, porque quem está na política, quem está neste tipo de funções para servir e de forma séria, contrariamente ao que muita gente pensa, não é tarefa fácil e, portanto, são estes reconhecimentos que, no fundo, nos dão força e garra para continuarmos dia após dia a trabalhar em prol de uma comunidade, que é a nossa, onde nós nascemos, desenvolvemos e onde fazemos família”.

César Gomes de Pina, presidente da Academia do Bacalhau do Porto, Troféu Excelência 2019

“É muito afetivo e eu sinto-me muito honrado, porque é o terceiro prémio que eu recebo do Jornal AUDIÊNCIA. Já fui agraciado com os Troféus Portugalidade, Solidariedade e Excelência. Eu sinto-me muito agradecido, muito emocionado e muito honrado com os três Troféus que eu recebi do AUDIÊNCIA”.

“Simboliza muito, simboliza um reconhecimento à minha vida, que foi sempre dedicada aos outros e este Troféu não é diferente dos outros, é igual, como o que eu recebi do Governo Português, mas é para mim uma honra, que eu quero partilhar não só com a minha família, com os meus amigos e com todos os elementos do AUDIÊNCIA”.

Mónica Silva, pasteleira e proprietária do “Ponto de Açúcar”, Troféu Gastronomia & Lazer 2019

“Foi uma receção muito calorosa, muito amiga e que nos ajuda a continuar cada vez mais perante as dificuldades da nossa vida. Este Troféu é um incentivo para continuar a lutar no dia-a-dia para alcançar os meus objetivos”.

“Eu senti uma emoção muito grande e que vale a pena lutar pelos nossos sonhos. Eu sinto-me muito emocionada e, realmente, vale mesmo a pena lutar para concretizar os nossos sonhos. Não podemos ter medo de ter asas e voar. Foi uma emoção muito grande receber o prémio pela mão da autora e criadora do Troféu”.

Victor Câmara, diretor-geral da empresa Açorsonho, Troféu Empreendedorismo 2019

“É um reconhecimento. Claro que é sempre bom e é importante para motivar as próprias equipas, os próprios colaboradores da empresa, também”.

“É sempre um enorme prazer, é uma honra, é sempre bom”.

Hernâni Costa, presidente da Junta de Freguesia da Ribeira Grande – Matriz, Troféu Presidente de Junta de Freguesia 2019

“De facto eu devo dizer que uma grande surpresa, eu não estava nada à espera, mas aqui o que temos de realçar é, de facto, o que o Jornal AUDIÊNCIA tem feito, quer o seu lema, que é «dar voz a quem não tem voz» e nós, enquanto, presidentes de Junta de Freguesia, somos aqueles que estamos na hierarquia mais baixa da política. Portanto o Jornal AUDIÊNCIA nesse aspeto tem sido fundamental para dar visibilidade aos nossos projetos junto das populações e esta é uma missão nossa e que o Jornal AUDIÊNCIA tem proporcionado a todos nós, que é dar conhecimento de todas as atividades”.

“Eu estou a meio do mandato e este Troféu é um reconhecimento do trabalho e do dinamismo que nós temos tido na Junta de Freguesia. De facto, o nosso objetivo final era estar presentes nas alturas em que as pessoas mais precisavam e principalmente colocar a Junta da Matriz no mapa, ou seja, que a Junta da Matriz estivesse presente na vida dos cidadãos e estes dois anos têm sido, de facto, muito intensos e com diversas atividades e este é um sinal de reconhecimento que estão a dar à Junta de Freguesia, da qual me orgulho muito de aqui representar, portanto, muito obrigado ao Jornal AUDIÊNCIA”.

Vânia Dilac, vocalista de Vânia Dilac & The Soulmates, Troféu Cultura & Espetáculo 2019

“Para mim este Troféu simboliza que vale a pena continuar, vale a pena o esforço. Eu tenho noção da humildade da minha carreira e o facto de numa Gala desta envergadura, face a tantas outras figuras públicas, poder ser homenageada por aquilo que mais gosto de fazer, para mim é uma honra e, sem sombra de dúvida, um input para continuar”.

Paulo Pinheiro, gerente do Balcão da Caixa Económica da Misericórdia da Ribeira Grande, em representação da Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo, Troféu Autonomia 2019

“Em nome da Caixa Económica é uma honra receber esta distinção, porque ela enaltece tudo aquilo que nós fazemos em prol dos nossos clientes”.

“Eu julgo que é um símbolo daquilo que nós tentamos fazer no dia-a-dia, de sermos uma instituição cem por cento açoriana, por isso faz todo o sentido este Troféu Autonomia, uma vez que nós somos, neste momento, a única instituição cem por cento açoriana, com capitais açorianos e estamos na luta, no dia-a-dia, com outras instituições nacionais e internacionais”.

Jorge Tormenta, coordenador de andebol do Colégio de Gaia, Troféu Prestígio 2019

“É sempre importante para a nossa autoestima sermos reconhecidos. Nós não trabalhamos para que o nosso ego cresça, mas é inevitável que quando há alguns reconhecimentos, que tenhamos satisfação, porque, fundamentalmente, permite-nos fazer uma avaliação e a avaliação é positiva, no sentido em que se nos reconhecem é porque o nosso trabalho foi bem feito e ser bom profissional é o nosso grande desejo”.

“Eu fiquei surpreendido, porque não estava a contar. Prestígio é uma palavra muito abrangente, eu sei que tenho uma carreira muito diversificada, muito rica e fiquei muito orgulhoso, porque não estava à espera de receber este Troféu e como a palavra “Prestígio” é muito grande, eu pensava que não chegava lá”.

Miguel Lemos Rodrigues, administrador da Águas de Gaia, Troféu Gestão & Ambiente 2019

“É um prémio que nos enche de orgulho e que a mim, em particular, me enche de orgulho, mas eu acho que deve encher de orgulho todos aqueles que diariamente trabalham na Águas de Gaia e que, no fundo, comigo, fazem este trabalho diário de distribuição de água no concelho de Gaia, mas também da recolha das águas residuais, portanto da gestão da rede de águas fluviais, da gestão da orla marítima, da gestão também das quatro zonas fluviais e, portanto, todo o nosso trabalho, que é um trabalho de grande dedicação apesar de sermos uma empresa e, naturalmente, estamos para servir a população, mas que se pode fazer com mais ou menos dedicação e a Águas de Gaia é sinal de dedicação e de excelência e, portanto, este Troféu, apesar de o recebermos com grande humildade, também o rebemos com grande satisfação, porque é a satisfação de vermos reconhecido o nosso trabalho, porque não só gerimos bem, como contribuímos para o meio ambiente onde estamos inseridos e isso para nós é muito importante”.

Isabelle de Oliveira, professora titular de Ciências da Linguagem na Université de Paris-Sorbonne e presidente do Instituto do Mundo Lusófono, em Paris, Troféu Portugalidade 2019

“Este Troféu é um incentivo para continuar a dinamizar as culturas lusófonas e continuar na defesa da língua portuguesa no estrangeiro, neste meu caso preciso, em França, porque infelizmente o ensino da língua portuguesa em França está em decadência e, portanto, vamos tentar mantê-la viva ao continuarmos a lutar por esta língua que ainda é vista, infelizmente, como língua minoritária”.

“Eu acho que as palavras que me vêm imediatamente à cabeça é uma grande emoção. Eu fiquei, realmente, muito emocionada, porque é sempre gratificante ver o nosso trabalho reconhecido”.

João Luís Gaspar, reitor da Universidade dos Açores, Troféu Personalidade 2019

“Sem falsa modéstia, eu creio que haverá outras pessoas que, certamente, mereceriam este Troféu mais do que eu. Para todos os efeitos, reconheço esta honra que me foi concedida pelo AUDIÊNCIA e recebo, naturalmente, com muito orgulho este Troféu em nome de toda a Universidade, em nome de todos aqueles que colaboram comigo no dia-a-dia e, sobretudo, dos nossos estudantes”.

“Senti, sobretudo, mais responsabilidade. O ano de 2019 foi um ano difícil para a Universidade, por razões que são publicamente conhecidas. Nós temos lutado por melhores condições para a nossa instituição, porque com uma universidade mais forte teremos uma Região mais forte também. Eu julgo que o trabalho que tem sido feito, tem sido reconhecido por todos, mas é um trabalho de muitos e esse aspeto é muito importante de sublinhar. Nós estamos apenas num determinado ponto de um trajeto que será longo. A Universidade tem 40 anos e com mais ou menos dificuldades foi conseguindo ultrapassar os obstáculos que se têm vindo a colocar e, certamente que o mesmo irá acontecer nos próximos 40 anos e é como parte representante de todo este trajeto que agradeci a homenagem que hoje nos foi feita”.

Fernando Jorge, Chef e proprietário do Francesinha Café, Troféu III Concurso da Francesinha

“Eu senti muito orgulho por ser o vencedor do III Concurso da Francesinha, promovido pelo Jornal AUDIÊNCIA, mas não foi muita surpresa para mim, porque eu esperava ser o vencedor, uma vez que faço todos os dias tudo para isso e trabalho arduamente todos os dias cada vez mais e melhor. Hoje melhor do que ontem e amanhã melhor do que hoje, parece uma frase feita, mas não é, é minha e é este tipo de pensamento que eu tenho”.

“É um grande orgulho. Este Troféu representa uma compensação pelo meu trabalho”.

Declarações das personalidades que entregaram os troféus na XV Gala Audiência

João Dâmaso Moniz, presidente da Junta de Freguesia da Ribeira Seca, Troféu Dedicação 2019

            É sempre bom receber este tipo de lembrança. Este verão [2019] tivemos a oportunidade de assinar um protocolo de intenção de geminação com a freguesia de Pedroso e Seixezelo, que foi firmado com o rancho dirigido pelo Manuel Pereira da Silva, e no seguimento desta ocasião, nós tivemos oportunidade de assistir a uma atuação e, de certa forma, trocar as nossas semelhanças culturais, nomeadamente a devoção a São Pedro, e este intercâmbio cultural é muito importante para a nossa freguesia.

            Sobre este troféu em específico, “Dedicação”, eu tenho imenso respeito pelas pessoas que dão parte da sua vida a uma causa, a uma associação ou entidade. Muitos deles fazem isto a troca de nada, mesmo por amor à camisola. Felizmente estas pessoas existem e é com por este tipo de pessoa que estas tradições não desapareceram das nossas freguesias. Por isso é sempre bom reconhecê-las. Abdicaram parte da sua vida, muitas vezes prejudicando-se a nível familiar, por isso é sempre bom e dou os parabéns ao AUDIÊNCIA por reconhecer o Manuel.

            Carlos Anselmo, vereador da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Troféu Vida 2019

            É de realçar o trabalho que as pessoas desenvolvem ao longo de um percurso em prol da comunidade. Por isso mesmo é necessário salutar em particular o AUDIÊNCIA pela visão que tem em promover aqueles que dedicam parte da sua vida à comunidade.

            Neste sentido, este troféu agora atribuído, é da mais elementar justiça fazê-lo porque estamos a falar de alguém que contribuiu fortemente para a divulgação da sua terra.

            Graça Borges Castanho, professora da Universidade dos Açores e vice-presidente da Casa do Povo da Maia, Troféu Associativismo 2019

            Tem sido um prazer acompanhar esta evolução e perceber que de ano para ano são mais os participantes e que esta relação entre os Açores e o norte de Portugal tem vindo a intensificar-se.

            O associativismo é das coisas mais importantes, tal como o voluntariado. Tudo aquilo que visa ligar as pessoas e colocá-las ao serviço dos outros, garantindo mais qualidade de vida e bem-estar, é o que faz o ser humano um ser vivo diferente dos outros: é esta nossa capacidade de nos associarmos.

            Jaime Rita, presidente da Junta de Freguesia da Maia, da Casa do Povo da Maia e coordenador da ANAFRE/Açores, Troféu Desporto 2019

            Em primeiro lugar quero dar os parabéns ao AUDIÊNCIA pela brilhante iniciativa. É bom ver que a Gala continua a crescer com ilustres convidados vindos do norte de Portugal. Esta é uma forma de nós nos conhecermos melhor.

            Aqui também tenho presenciado a atenção que têm dado a instituições e individualidades a vários níveis: seja o desportivo, como tive o prazer de entregar, seja a nível de ação social ou de autarquia. Naturalmente fico satisfeito e honrado em fazer parte desta cerimónia.

            Paulo Rodrigues, presidente da Federação das Coletividades de Vila Nova de Gaia, Troféu Tradição & Inovação 2019

            É uma enorme satisfação estar na Região Autónoma dos Açores. Quero desde já saudar todo o movimento associativo da Região Autónoma, em particular da ilha de São Miguel.

            Para mim foi uma honra muito grande fazer a entrega deste troféu à Confraria da Carne Guisada da Maia e ver que este grupo quer preservar a tradição da freguesia da Maia. Por isso mesmo deixo os parabéns ao AUDIÊNCIA pela distinção e pela organização de mais uma gala.

            Carlos Silva, deputado regional pelo PS/Açores, Troféu Solidariedade 2019

            Como deputado regional do Partido Socialista, a palavra “solidariedade” está presente no nosso dia-a-dia. Solidariedade, inclusão e igualdade são preocupações que nós temos e pelas quais trabalhamos

            Estar aqui hoje é motivo de satisfação, uma vez mais. Esta é uma iniciativa que tem permitido elevar o nome da Ribeira Grande e dos Açores, por conseguinte, e no fundo tem permitido trazer pessoas que não conheciam a Ribeira Grande e os Açores virem cá para ver aquilo que temos de melhor: as pessoas, as paisagens e o nosso bem receber.

            Albano Garcia, presidente da Casa do Povo da Ribeira Grande, III Concurso da Francesinha 2019

            O AUDIÊNCIA já tem o seu lugar na Ribeira Grande e felicito-o porque é transversal à sociedade e tem trazido novidades. Tem tido os seus frutos em prol da Ribeira Grande.

            Este Troféu que galardoa a melhor Francesinha tem grande importância, já que este é um dos produtos mais afamados de Portugal. Por isso mesmo acho que foi muito bem entregue.

            Filipe Lopes, presidente da Junta de Freguesia de Pedroso e Seixezelo, Troféu Filarmónica 2019

            É sempre um prazer estar aqui junto do Joaquim Ferreira Leite e do Jornal AUDIÊNCIA e ver que de ano para ano o espaço começa a ser cada vez mais pequeno. É de realçar o elevado número de pessoas e instituições que vem de Vila Nova de Gaia para assistir a esta gala, gala esta que tem o gosto de distinguir um conjunto de pessoas e instituições. Este em particular é um troféu que tem sempre significado porque é o realçar e destacar de um trabalho que é feito muitas vezes com sacrifício da vida pessoal.

            Luís Amorim, presidente da Liga de Socorros Mútuos de Vila Nova de Gaia, Troféu Ideias & Projetos 2019

            Esta está a ser uma festa muito bonita e agradável. É a primeira vez que venho à Ribeira Grande e estou muito feliz por cá estar e ter contribuído para a atribuição deste troféu.

            Numa sociedade que está muito fechada sobre si própria, quantas mais ideias houver e quantos mais projetos conseguirmos implementar, melhor, para que se consiga alcançar os objetivos para que foram idealizados. É aí que começa o esforço, a dificuldade e as necessidades de realização.

            Alberto Ponte, presidente da Junta de Freguesia da Lomba da Maia, Troféu Sinal dos Tempos 2019

            É um orgulho para mim entregar este troféu a uma empresária, sendo eu também empresário. É o troféu certo para esta senhora que muito tem feito por Vila Nova de Gaia. É sempre bom reconhecer os empresários e a comunidade em geral, e penso ser esse o intuito do AUDIÊNCIA com a realização de mais uma edição da Gala.

            Joaquim Leite, empresário e ex-ciclista profissional, Troféu Clube Desportivo 2019

            Foi um orgulho entregar um troféu a uma instituição que desenvolve o desporto ao mais alto nível.

Estou grato ao AUDIÊNCIA e ao seu diretor, Joaquim Ferreira Leite, e quero alertar que esta XV Gala dá para refletir. Queremos que o AUDIÊNCIA tenha o crescimento do qual é merecedor. Por isso peço a todas as pessoas do Continente que normalmente se deslocam aqui – e vou ferir os confrades da Confraria da Pedra, da qual também faço parte – para que tenham mais atenção ao Jornal AUDIÊNCIA e que subscrevam a sua anuidade. Queremos que o AUDIÊNCIA cresça para bem de todos. Esperamos que um dia esta Gala volte ao Continente. É preciso todos darmos as mãos. Com mais uma centena de assinantes vamos tornar o AUDIÊNCIA mais forte, o diretor Joaquim Ferreira Leite mais forte e os colaboradores mais fortes.

Cipriano Castro, presidente da Junta de Freguesia de Avintes, Troféu Geração de Hoje 2019

Entreguei um troféu a uma pessoa que presidente de Junta de Freguesia. Pelas palavras que ela aqui proferiu, sem dúvida que estar ao serviço da população numa Junta de Freguesia, é uma dedicação muito grande. Eu não a conhecendo, seguramente que o prémio foi bem entregue, porque todos aqueles que se dedicam à sua freguesia e que dão tudo por ela, merecem ser reconhecidos.

Joaquim Ferreira Leite, diretor dos jornais AUDIÊNCIA GP e AUDIÊNCIA RIBEIRA GRANDE, Educação & Ensino 2019

A atribuição deste troféu foi particularmente significante por mim porque a instituição que o acaba de receber é muito marcante em Vila Nova de Gaia. Conforme o Pe. António Barbosa disse ao agradecer o troféu, é difícil encontrar alguém em Gaia que não tenha uma ligação ao longo destes 87 anos ao Colégio: ou porque foram alunos, pais de alunos, irmãos ou vizinhos de alunos. Portanto, o Colégio de Gaia está em todas as casas.

José António Garcia, presidente da Assembleia Municipal da Ribeira Grande, Instituição 2019

Este troféu tem um significado muito especial para mim, pois foi entregue a uma autarquia. A autarquia é aquele nível de poder que se encontra mais próximo das pessoas, que conhece o cidadão e que fala com ele no dia-a-dia. Mais importante que isso, é que é a quem o cidadão pode recorrer. Foi um gosto enorme entregar este troféu, dando um gozo redobrado por também ser autarca

Joaquim Ferreira Leite, diretor dos jornais AUDIÊNCIA GP e AUDIÊNCIA RIBEIRA GRANDE, Excelência 2019

Este prémio significa distinguir alguém que tem um percurso de vida pautado pelos mais importantes basilares que o cidadão deve ter, quer no campo pessoal, profissional, criativo e quer no caso concreto da filantropia. Além disso é um altíssimo representante da Academia do Bacalhau, uma instituição criada em Joanesburgo há bastantes anos, que foi criada com fins humanitários e de solidariedade.

Margarida Santos, escultora do Troféu Audiência

Receber uma distinção é sempre um estímulo e uma recompensa. Se esta senhora, Mónica Silva, tem trabalhado com tanto gosto e prazer como diz, acho muito bem ter recebido este troféu.

É fundamental perceber, para mim, que um prémio é algo que estimula profundamente as pessoas e as instituições, e é recompensante ter feito um símbolo que fica para sempre em casa das pessoas.

Marco Furtado, presidente da Junta de Freguesia da Ribeirinha, Troféu Empreendedorismo 2019

É sempre importante nomearmos as pessoas para este tipo de distinção. Neste momento o vencedor, Victor Câmara, está a dar emprego a muita gente que se encontrava desempregada, muitas delas oriundas da minha freguesia. Por isso mesmo é sempre um prazer saber que neste momento as pessoas da Ribeirinha que estavam desempregadas têm emprego para conseguirem viver condignamente, juntamente com as suas famílias.

Joaquim Ferreira Leite, diretor dos jornais AUDIÊNCIA GP e AUDIÊNCIA RIBEIRA GRANDE, Presidente da Junta de Freguesia 2019

Conforme diz o descritivo e justificativo da atribuição, é um prémio que é sempre pessoalizado num presidente de Junta de Freguesia que teve um ano particularmente feliz no exercício do mandato, mas significa o nosso reconhecimento a todos os presidentes de Junta de Freguesia. Obviamente que são muitos e temos que distinguir um, mas esse um, ao recebê-lo, deve sentir-se imbuído do princípio de que não é só ele que está a ser reconhecido, mas todos os presidentes de Junta.

Elisabeth Amaral, presidente da Junta de Freguesia do Pico da Pedra, Cultura & Espetáculo 2019

Estou a gostar de cá estar na gala e ver o reconhecimento que se dá às instituições e individualidades. Acho que é importante dar os parabéns a quem merece este troféu. Sendo a Vânia Dilac uma artista açoriana, traz muita mais valia e reconhecimento à nossa região.

Rodrigo Pacheco, presidente da Junta de Freguesia dos Fenais da Ajuda

Este troféu foi atribuído a uma instituição que tem a capacidade de ser autónoma dentro da região, por isso mesmo foi muito bem atribuído. Cada vez mais a Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo tem aberto mais balcões e estado ao serviço dos açorianos.

Filipe Jorge, vereador da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Prestígio 2019

Julgo que, acima de tudo, todas as associações quer sejam desportivas, culturais ou sociais, um fator deveras importante é o dirigismo desportivo. A entrega de um troféu a alguém que representa esse dirigismo desportivo é sempre bem entregue. Todas as associações só conseguem crescer e desenvolver-se através das pessoas que estão à frente dessas associações. No caso concreto, tudo aquilo que um formador ou treinador faz à frente dos seus jovens, é de realçar e enaltecer.

Lúcio Rodrigues, Diretor Regional da Juventude, Gestão & Ambiente 2019

Hoje em dia falamos todos os dias de sustentabilidade. Sustentabilidade tem que ver com os recursos que a terra nos dá. Nessa perspetiva, faz todo o sentido haver um troféu de gestão e ambiente na linha de conta que estamos a valorizar os nossos recursos e, neste caso, uma pessoa que faz parte de instituição que tem feito e pautado o seu trabalho no desenrolar de uma tarefa que deve ser uma tarefa de nós todos e todos os dias. Neste sentido, o AUDIÊNCIA está parabéns por desenvolver esta distinção e naturalmente está de parabéns quem o recebeu.

Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Portugalidade 2019

Este troféu é muito importante, neste caso em concreto porque está a distinguir alguém que tem promovido a “língua de Camões” no estrangeiro, em particular na França, como é o caso de Isabelle de Oliveira.

Tem sido um gosto receber as várias comitivas e individualidades que têm chegado de Vila Nova de Gaia à Ribeira Grande, e é bom saber que também o nome do nosso concelho chega cada vez mais longe, já que este ano a distinguida com o troféu Portugalidade veio direta e propositadamente de França para cá estar.

Joaquim Ferreira Leite, diretor dos jornais AUDIÊNCIA GP e AUDIÊNCIA RIBEIRA GRANDE, Personalidade 2019

Para mim foi uma honra entregar este troféu a uma das figuras mais significativas da atualidade no contexto açoriano. Para além das dificuldades por que a Universidade dos Açores tem atravessado, também tem sido portadora de grandes conquistas. Obviamente que o Reitor, como primeira figura da Universidade, é o líder. Se as conquistas aparecem e se a Universidade dos Açores funciona, o Reitor tem mérito próprio.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com