O Festival da Canção Gaia 2021 é uma iniciativa do Jornal AUDIÊNCIA, que tem como principal intuito a defesa e a valorização dos cantores, músicos e compositores, que tenham algum tipo de ligação ao concelho de Vila Nova de Gaia. Neste contexto, o AUDIÊNCIA falou com a artista gaiense Inês Soares, que apoiou a realização da primeira edição deste evento e desejou a sua continuidade.

 

 

“Esta será uma justa, verdadeira, genuína e leal homenagem aos cantores, músicos e compositores de Vila Nova de Gaia”. É assim que Joaquim Ferreira Leite, diretor do Jornal AUDIÊNCIA, caracteriza esta iniciativa, que está a ser organizada “em colaboração e para aqueles que vivem no mundo da música”.

Neste seguimento, o AUDIÊNCIA está a contactar os artistas musicais, que têm algum tipo de ligação ao concelho de Vila Nova de Gaia, com o intuito de obter respostas às questões: “como é do seu conhecimento, o Jornal AUDIÊNCIA pretende organizar o Festival da Canção Gaia 2021, cujas datas estarão, naturalmente, dependentes da evolução da pandemia provocada pela proliferação da covid-19. Na sua opinião, qual é a relevância desta iniciativa?”, ”Acredita que uma ideia como esta, num período como este, pode contribuir fortemente para a valorização dos artistas de Gaia?”, “Na condição de cantor, músico ou compositor, se dependesse de si, que parâmetros acha que o regulamento deveria conter?”, ”Se tiver oportunidade e se regulamento for ao encontro dos seus anseios, pondera participar?”, “Quais são as suas expectativas para o Festival da Canção Gaia 2021?”. As declarações vão ser divulgadas ao longo das próximas edições.

 

 

Inês Soares

 

Creio que é muito importante para o município existir este tipo de iniciativas culturais. É imperativo percebermos o futuro artístico de Vila Nova de Gaia e ao existir um Festival da Canção em Gaia teremos, com certeza, agradáveis surpresas. Temos muitos jovens talentosos, com vozes e musicalidade incríveis”.

 

“Estamos a atravessar um período muito difícil, principalmente, no sector da cultura. Concertos, peças de teatro, bailados, festivais, tudo cancelado. Creio que todas as iniciativas que possam trazer estas áreas artísticas a palco são, sem dúvida, excelentes ideias. Não só os artistas, mas, também, todo um povo precisa de cultura, não podemos esquecer a sua importância e tentar criar alternativas para que as coisas aconteçam”.

 

“Sendo um Festival da Canção creio que o que deve prevalecer é a qualidade da canção e dos seus intérpretes. A composição, a letra, a afinação, a musicalidade, a instrumentação, tudo são parâmetros que devem sobressair”.

 

“Sinceramente, não me revejo muito neste tipo de concursos. Participei, em 2021, no Festival da Canção com o Filipe Fonseca. Na altura, fez sentido participar e foi uma boa experiência. Após 23 anos de carreira, não sei se voltaria a participar num concurso, mas não fecho portas, no momento do convite se sentisse que queria, talvez participasse. Não sei se aceitaria, mais depressa, um convite para júri, pois sinto que tenho algum conhecimento vocal e musical capaz de apreciar os concorrentes mas, se houver convite, ponderei a minha participação”.

 

“Espero que tenha muita adesão e que seja uma confirmação do talento existente no município. Há muitos anos que Vila Nova de Gaia é a morada de muitas escolas artísticas de qualidade. São muitos os artistas nacionais que nasceram e se formaram em escolas deste município. Tenho a certeza que será um sucesso e marcará as vidas de todos os concorrentes”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com