O Censo de Garajaus realizado este ano concluiu que existem 7.240 aves nidificantes no arquipélago. A notícia dada pelo Diretor Regional dos Assuntos do Mar esclarece que “nesta estimativa não entraram os garajaus que nasceram este ano e que completam a população destas espécies no arquipélago.

 

De acordo com Filipe Porteiro, estimaram-se 2886 casais de garajau-comum distribuídos por 128 colónias em todo o arquipélago, 733 casais de garajay-rosado distribuídos por 23 colónias (em todas as ilhas exceto São Jorge e São Miguel), e um par de garajau-de-dorso-preto na Graciosa.

Ainda que o valor de referência (4000 casais de garajau-comum e 1000 casais de garajau-rosado) seja superior aos valores obtidos no censo, “não é motivo de preocupação, dado que os censos mostram que as oscilações são frequentes”, dando o exemplo do garajau-rosado, que “já oscilou entre 1353 casais, em 2008, e 526 casais, em 1999”.

A maior surpresa dos resultados foi a nidificação nos Açores do garajau-de-dorso-escuro, dado que o local de reprodução mais próximo é o arquipélago de São Tomé e Príncipe.

O Censo de Garajaus realiza-se anualmente em todas as ilhas dos Açores no âmbito do MoniAves, um programa de monitorização da Diretiva Quadro Estratégia Marinha, sendo coordenado pela Direção Regional dos Assuntos do Mar, em colaboração com a Direção Regional do Ambiente e os Parque Naturais de Ilha.

Este ano cerca de 30 pessoas participaram nas contagens: Vigilantes da Natureza e técnicos dos Parques Naturais de Ilha, investigadores do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores e da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e técnicos da Direção Regional dos Assuntos do Mar.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com