Resultante de uma parceria entre a MatosinhosHabit com a Câmara Municipal de Matosinhos, com a Lipor e a União de Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, será implementada uma nova horta comunitária neste agregado habitacional para usufruto da população, pretendendo melhorar a qualidade de vida da comunidade local.

 

O projeto irá ter lugar no conjunto habitacional de Sendim, em Guifões, encontrando-se ao cargo da União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões. A requalificação vai conceder um ambiente mais favorável a nível paisagístico e urbanístico, vai também dotar o local de uma horta comunitária.

Oriunda de uma parceria entre a MatosinhosHabit, a Câmara Municipal de Matosinhos (CMM) e a União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, a nova horta comunitária ocorre no âmbito do projeto “Horta à Porta”.

“A iniciativa passa, não só pela criação de espaços verdes dinâmicos, mas também pelo incentivo do contacto com a natureza e com a adoção de hábitos saudáveis, que não pode ser dissociada da consequente redução de resíduos, nomeadamente orgânicos. Por outro lado, queremos também dar a possibilidade, aos cuidadores da horta, de cultivarem produtos para consumo próprio, tendo sempre como objetivo a garantia de qualidade dos produtos, de melhor saúde e ambiente.”, refere Tiago Maia, administrador da MatosinhosHabit.

Serão disponibilizados, pela nova horta comunitária de Sendim, talhões de sensivelmente 25m2, a particulares que se mostrem interessados na prática da agricultura biológica e da compostagem. Através de um protocolo entre a Câmara Municipal de Matosinhos e o munícipe, a responsabilidade do talhão acarreta igualmente a frequência formativa em agricultura biológica, ministrada pela LIPOR.

Será também, facultada uma estrutura de apoio para armazenagem de ferramentas, um compostor individual e diversos pontos de água, no local destinado à horta, para que os “futuros agricultores” se sintam aptos para esta nova etapa.

O Presidente da União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, Pedro Gonçalves, crê que, “a implementação desta horta comunitária acarreta benefícios tanto para os munícipes, como para a alimentação e o ambiente já que a mesma vai possibilitar um maior acesso a produtos frescos ao mesmo tempo que incentiva à adoção de uma “educação ambiental” ao estimular a reciclagem, a compostagem e a diminuição de resíduos. Para além disso, promove a envolvência da comunidade e pode ser um motivo de aproximação e maior convivência entre vizinhos”.

A pré-inscrição no programa “Horta à porta” pode ser realizada através do preenchimento de um requerimento na sede da MatosinhosHabit.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com