Fabiano de Abreu nasceu no Brasil, vive em Castelo de Paiva e é considerado uma das pessoas mais inteligentes do mundo. Depois de, em 2018, ter sido aceite pela Mensa, a mais antiga sociedade de QI alto do mundo foi, agora, o primeiro português a entrar na Intertel, que ainda é mais restritiva.

 

 

Fabiano de Abreu foi considerado como sendo uma das pessoas mais inteligentes do mundo, aquando da sua aceitação, em 2018, na Mensa, a mais antiga e conceituada sociedade de QI alto do mundo. Um estatuto que acabou de ser reforçado, com a entrada do paivense na Intertel, uma sociedade ainda mais restritiva do que Mensa, onde só entram pessoas com 99 de percentil.

O português, que nasceu no Brasil, mas trocou o Rio de Janeiro por Castelo Branco, em busca de uma vida mais tranquila, tem um currículo vasto e em constante crescimento, nomeadamente é PhD em neurociências, doutor e mestre em Ciências da Saúde nas Áreas de Neurociências e Psicologia, mestre em psicanálise, com formações também em neuropsicologia, história, antropologia e formação avançada em nutrição clínica. Possui mais de 50 títulos, entre diplomas e certificados. Em Portugal, tem o título reconhecido pela Universidade Nova de Lisboa, com formações na Cognos, TrainingHouse e, atualmente, é aluno de Neurociências da Educação na Universidade Católica.

“É uma grande honra ser aceite pela Intertel, uma sociedade que tem obra feita. Ao chegar a este patamar, não me interessa a vaidade que o momento possa trazer, mas, sim, continuar a utilizar o meu intelecto para aprender mais e me sentir realizado, bem como tentar ajudar as comunidades onde me insiro: Castelo de Paiva e Portugal, onde tenho o meu coração; o Brasil, onde nasci, trabalhei muitos anos e onde tenho negócios e muitas ligações; Angola e EUA, onde também tenho ligações pessoais e profissionais”, afirmou Fabiano de Abreu.