Militante da JS/Gaia desde 2014 e, recentemente, empossado como membro do executivo da Junta de Freguesia de Oliveira do Douro, Rui Teixeira é o novo presidente da concelhia da Juventude Socialista de Gaia. A tomada de posse do novo presidente contou com a presença de vários militantes do distrito, incluindo Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, e Patrocínio Azevedo, presidente da concelhia do PS/Gaia.

 

Rui Teixeira tomou posse, no passado dia 20 de novembro, como presidente da concelhia da Juventude Socialista (JS) de Vila Nova de Gaia.

Militante da JS Gaia desde 2014, deputado municipal desde 2017 e recentemente empossado como membro do executivo da Junta de Freguesia de Oliveira do Douro, Rui Teixeira tem exercido cargos de destaque nacional na Juventude Socialista, nomeadamente a Coordenação Nacional do Gabinete de Estudos Políticos ou a Coordenação Nacional dos Estudantes Socialistas.

No seu discurso de anúncio de candidatura, Rui Teixeira tinha já assumido o objetivo de ter um projeto participado e agregador, que mobilize os jovens gaienses e que abarque as causas da sua geração. Já na tomada de posse, o novo presidente da concelhia preferiu agradecer aos que nele “confiaram para liderar esta equipa e este projeto, e para continuar o caminho que outros iniciaram, mas que fomos percorrendo em conjunto”.

“Não podia estar mais feliz hoje por ver esta sala repleta de militantes. Foi no PS Gaia que encontrei muitas das oportunidades e muita abertura para fundamentar e consolidar uma parte do meu percurso político. Foi o PS Gaia que me deu a enorme oportunidade de ser militante, deputado na assembleia municipal do terceiro maior município do país uma semana depois de fazer 18 anos, ou de estar no executivo de uma freguesia com a dimensão e importância de Oliveira do Douro pouco depois de fazer 22 anos. Portanto, o PS Gaia serve para a JS como prova de que é na união que reside a nossa força. Quem pensa no lema “Dedicados a Gaia” pensa num grupo coeso e unidos de gaienses que partilham o amor e dedicação à sua terra e um grupo de pessoas que encontrou na união a sua força vencedora”, afirmou o novo presidente.

Rui Teixeira lembrou ainda que “os próximos tempos não serão fáceis”, com apenas dois meses de campanha para as eleições legislativas “que serão das mais importantes que este país já teve” e enumerou alguns dos objetivos já a curto prazo.

“Está na hora de nos prepararmos e voltarmos à luta. O PS Gaia prova à JS que é possível gerir uma Câmara Municipal com seriedade e rigor, fundamentando a ação nos princípios do humanismo e da justiça social. E o nosso compromisso é o de abraçarmos as causas palpáveis que importam aos gaienses e aos portugueses, especialmente aos mais jovens, o de encararmos de frente as tremendas oportunidades que oferece este concelho com cerca de 80 mil jovens, o de ajudarmos a construir uma Federação mais forte do que ela já é, e o de contribuirmos para mais quatro anos de governação autárquica de excelência em Vila Nova de Gaia”, adiantou.

Carlos Ribeiro, presidente cessante da JS/Gaia, aproveitou o momento para tecer vários elogios a Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, e Patrocínio Azevedo, enquanto líder da concelhia, e lembrar que “muitos do que hoje transformam Gaia na cidade de bem-estar e modernidade que conhecemos foram membros desta casa e da JS”.

“Sem dúvida que a JS em muito contribuiu para estas pessoas e os políticos que são hoje. A JS Gaia e o PS Gaia são um raro campo fértil de talentos. Esta é orgulhosamente a JS/Gaia que deixo, uma estrutura plural de união de pessoas dos mais diversos quadrantes da sociedade gaiense. Este é o espírito fundador do nosso partido, um partido de todos, para todos e que nunca deixa ninguém para trás”, acrescentou o presidente cessante.

Presente na cerimónia esteve também o presidente da Federação Distrital do Porto, Miguel Rodrigues, que elogiou o percurso do novo presidente e lembrou que “o legado deve ser honrado”. “Este é o dia em que se começa a cristalizar a construção, mais ideológica, do que terão planeado fazer nos próximos dois anos. É hoje que começam, efetivamente, a construir um percurso na JS que é dedicado aos jovens gaienses”, afirmou Miguel Rodrigues, acrescentando que esta nova equipa “terá todo o apoio necessário” até ao final do seu mandato.

Também o presidente da concelhia do PS/Gaia, Patrocínio Azevedo, elogiou o momento que vive a JS/Gaia, confidenciando que “para o PS Gaia este é um dia feliz por ver esta sala cheia de jovens com valor, mas também de muitos autarcas”, e lembrou que existem vários desafios e que “o PS Gaia conta com a JS/Gaia”, nomeadamente, para as eleições legislativas de 30 de janeiro do próximo ano, bem como para o desafio da desagregação das freguesias.

“O principal desafio é transformar a JS/Gaia num verdadeiro fórum de formação, de preparação de jovens para o futuro. Ao contrário do nosso tempo da JS, em que herdamos um partido de uma estrutura completamente partida porque esta geração que está hoje no poder na Câmara foram as pessoas que herdaram o partido em 97, depois de perder as eleições autárquicas, e foi preciso começar tudo do zero. E o grande líder foi o Eduardo Vítor Rodrigues, foi o que conseguiu pegar num partido destruído e criar condições para hoje termos uma Câmara Municipal e um município de referência. Portanto, o desafio para a JS/Gaia é grande, está mais bem posicionado do que aquilo que foi o nosso ponto de partida. Mas tem um ponto de partida difícil, temos um conjunto de combates para fazer e para os quais precisamos do partido mobilizado e de uma JS forte”, afirmou o presidente da concelhia do PS/Gaia.

Patrocínio Azevedo elogiou ainda o novo presidente da JS/Gaia, considerando que “já demonstrou em vários fóruns que está preparado para liderar a JS, está preparado para pegar no legado e no testemunho que o Carlos Ribeiro deixou e continuar esta caminhada”. “O Rui Teixeira já demonstrou que tem os projetos, tem a garra, e tem a vontade de fazer acontecer. E é isto que faz a diferença”, acrescentou.

Por último, também Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, teceu rasgados elogios a Rui Teixeira, considerando que este é alguém que está a fazer “o percurso certo” e augurando-lhe “um futuro extraordinário”.

“Há hoje um arranque de uma nova etapa, embora de um ciclo contínuo, para a JS e para toda esta nova equipa. Auguro ao Rui Teixeira um futuro extraordinário, por uma conciliação que é muito difícil de fazer, que é alguém que é extraordinário do ponto de vista intelectual com alguém que tem o perfil de boa pessoa. Humilde, pés assentes no chão, sem grandes extravagâncias na reflexão que faz sobre o mundo e capaz de reconhecer ao mesmo tempo que precisamos muito de abordar os grandes temas da atualidade, mesmo aqueles que nos ultrapassam, e ter uma ação de proximidade”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues.

O autarca lembrou ainda da importância das próximas eleições legislativas, de 30 de setembro, referindo que são das mais importantes para manter o percurso governativo alcançado até aqui e apelou à participação de todos e à abertura de portas para a sociedade.