A empresa Santa Catarina – Indústria Conserveira, S.A., sediada na Calheta em São Jorge, conquistou mais cinco prémios no 9.º Concurso Nacional de Conservas de Pescado no CNEMA (Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas), em Santarém, no passado dia 5 de fevereiro.

 O “Filete de Atum em Azeite Biológico em frasco de vidro 250g” acabou por ganhar, pelo nono ano consecutivo, o prémio mais relevante do concurso, “O Melhor dos Melhores”, que também acumulou uma Medalha de Ouro.

 O atum de Santa Catarina ganhou ainda mais três Medalhas de Ouro com o “Filete de Atum com Molho Cru”, “Filete de Atum em Azeite Mestre Saúl 120g” e “Filete de Atum em Azeite Mestre Saúl em frasco de 250g”.

A marca “Mestre Saúl”, prestes a ser lançada no mercado, foi submetida a avaliação e validação do júri (em prova cega).

Nota de imprensa enviada pela indústria conserveira explica que nos anos 50 do século passado, no tempo de Mestre Saúl, o Mestre Conserveiro de São Jorge, as conservas de pescado tinham pelo menos um ano de estágio antes de serem colocadas no mercado. Desta forma, a nova marca traz para o mercado uma conserva de atum com maturação de pelo menos nove meses, feita sem pressa.

Noutra nota de imprensa enviada pela conserveira, pode ainda ler-se que o exercício económico de 2019 será encerrado com resultados de exploração positivos. Pela primeira vez o EBITDA (Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) será positivo, num valor superior a 60 mil euros.

Com um volume de negócios que estabilizou em cerca de oito milhões de euros entre 2018/19 e após um crescimento desde 2015, a empresa está agora a preparar-se para atingir os nove milhões de euros de faturação, dando assim continuidade ao seu trabalho de afirmação e sustentabilidade. Em 2020 a Santa Catarina comemora os seus 25 anos da data de fundação da sociedade e registo da marca, altura em que será lançada uma edição especial limitada comemorativa.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com