O Festival da Canção Gaia 2021 é uma iniciativa do Jornal AUDIÊNCIA, que tem como principal intuito a defesa e a valorização dos cantores, músicos e compositores, que tenham algum tipo de ligação ao concelho de Vila Nova de Gaia. Neste contexto, o AUDIÊNCIA falou com os gaienses João Couto e Nelson Sousa, que apoiaram a realização da primeira edição deste evento e desejaram a sua continuidade.

 

 

“Esta será uma justa, verdadeira, genuína e leal homenagem aos cantores, músicos e compositores de Vila Nova de Gaia”. É assim que Joaquim Ferreira Leite, diretor do Jornal AUDIÊNCIA, caracteriza esta iniciativa, que está a ser organizada “em colaboração e para aqueles que vivem no mundo da música”.

Neste seguimento, o AUDIÊNCIA está a contactar os artistas musicais, que têm algum tipo de ligação ao concelho de Vila Nova de Gaia, com o intuito de obter respostas às questões: “como é do seu conhecimento, o Jornal AUDIÊNCIA pretende organizar o Festival da Canção Gaia 2021, cujas datas estarão, naturalmente, dependentes da evolução da pandemia provocada pela proliferação da covid-19. Na sua opinião, qual é a relevância desta iniciativa?”, ”Acredita que uma ideia como esta, num período como este, pode contribuir fortemente para a valorização dos artistas de Gaia?”, “Na condição de cantor, músico ou compositor, se dependesse de si, que parâmetros acha que o regulamento deveria conter?”, ”Se tiver oportunidade e se regulamento for ao encontro dos seus anseios, pondera participar?”, “Quais são as suas expectativas para o Festival da Canção Gaia 2021?”. As declarações vão ser divulgadas ao longo das próximas edições.

 

Fernando Jorge

“Tudo o que seja para ajudar a cultura de Gaia é sempre bem-vindo”.

“Acredito que sim, através meio digital, também”.

“Não conheço o Festival, teria de ver o regulamento”.

“Sim”.

“Não sei, não conheço, mas se for para valorizar e ajudar é bom”.

 

 

Sónia Batista (Sky)

“Embora não tenha ainda informações mais detalhadas sobre a organização deste evento, a ideia parece-me interessante. Isto porque nasci e vivo em Gaia desde sempre e foi nesta cidade que me inspirei para a composição de vários álbuns e poemas. Gaia tem músicos muito interessantes, cujo trabalho tenho acompanhado tanto nos estilos hip hop, como nos estilos pop/soul”.

blank“Acredito que sim. A cultura é um dos bens essenciais e contribui para a harmonia, felicidade e confiança do ser humano. Infelizmente, esta pandemia deixou para trás artistas, técnicos e produtores, que têm tentado sobreviver a muito custo e muito por um amor imenso à arte. Um evento desta natureza tem toda a razão de ser, nesta fase difícil em que vivemos, e pode, sim, ajudar a valorizar tanto os talentos já consagrados, como os que surgiram entretanto e se encontram abafados e escondidos por detrás desta epidemia”.

“Antes de mais necessitaria de perceber melhor o conceito do festival. No entanto, seria interessante que os temas/composições fossem originais (letra e música) de qualquer estilo musical. Comecei a minha carreira musical precisamente a concorrer a um concurso da rádio Antena 3, com composição e letra minhas e o facto de ter chegado à final motivou-me, na altura, a continuar a progredir na minha carreira. Além de cantora/compositora, eu sou gestora de eventos, pelo que este festival, para ter qualidade e ser reconhecido, teria que ter algum investimento, comunicação e organização cuidadas, assim como júris exigentes e com conhecimento na área, que consigam selecionar o melhor que se faz na nossa cidade ao nível musical”.

“Sim, porque não?”.

“Espero, antes de mais, que possa acontecer este ano e que consiga juntar músicos e público num momento feliz, de partilha, de inspiração e de valorização do enorme talento que existe em Vila Nova de Gaia”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com