A 17 de dezembro de 1980, Quelimane, em Moçambique, via nascer aquela que se tornaria numa das maiores vozes da música açoriana. Aos três anos a família veio viver para a terra do pai, a Maia, sendo que mais tarde mudaram-se para os Arrifes, em Ponta Delgada, não deixando de haver uma ligação com aquela freguesia da Ribeira Grande. Começou a cantar aos cinco anos, na Igreja Evangélica, sendo que depois começou a fazer parte dos grupos de jovens. Eventualmente, a sua voz foi crescendo cada vez mais. Foi através do músico açoriano Luís Alberto Bettencourt que se estreou no Coliseu Micaelense, tendo sido convidada para participar no CD que lançava, bem como a abrir e a fechar o espetáculo do artista. A partir daí, outros músicos açorianos mas não só, convidavam a cantora para participar nos seus projetos. Em 2019 participou no concurso de talentos “The Voice Portugal”, tendo ficado em quarto lugar. Atualmente é vocalista de Vânia Dilac & The Soulmates, que se encontram a trabalhar no CD ‘Secret Soul Sounds’, a lançar brevemente. Por ser uma força da natureza e por todo o seu percurso e talento, é Vânia Dilac que inaugura o Troféu AUDIÊNCIA Cultura & Espetáculo 2019.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com